Deputado André Pinotes Batista reage à queixa de abuso sexual: “não sou um violador”

André Pinotes Batista diz conhecer a mulher com quem teve uma relação consentida e revela ter uma ideia, ainda que não a consiga provar, sobre a motivação da queixa.

Deputado André Pinotes Batista reage à queixa de abuso sexual: “não sou um violador”

André Pinotes Batista diz conhecer a mulher com quem teve uma relação consentida e revela ter uma ideia, ainda que não a consiga provar, sobre a motivação da queixa.

André Pinotes Batista, deputado do PS e comentador desportivo na CMTV, está a ser investigado por suspeitas de um crime de violação ou de abuso sexual de pessoa incapaz de resistência. Quem o garante é o semanário NOVO, que salienta que a investigação decorre desde o verão de 2021. De acordo com o jornal, o processo está a decorrer no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Barreiro. O mesmo teve início depois de uma denúncia da alegada vítima.

Estado compra hotel falido de Vítor Baía
Hotel falido de Vítor Baía, um dos devedores da Caixa Geral de Depósitos, está situado em Évora, na Herdade do Perdiganito (… continue a ler aqui)

De acordo com o processo, os factos terão ocorrido na noite de 6 para 7 de Julho de 2021 na casa de André Pinotes Batista no Barreiro. Salienta a publicação que a alegada vítima é uma mulher de um país da Europa do leste, na casa dos 30 anos. Que estaria a passar férias no nosso País, estando alojada na casa de um amigo de infância do deputado do Partido Socialista. Este também foi denunciado. O NOVO conta ainda que o processo vinha a decorrer no maior dos secretismos, estando mesmo ocultado da maioria dos funcionários do DIAP do Barreiro. André Pinotes Batista só poderá ser ouvido, quer seja como arguido ou testemunha, caso o Ministério Público, através da Procuradoria-Geral da República, peça o levantamento da imunidade parlamentar do deputado.

“Nunca fui ouvido neste processo”

Foi na CMTV que André Pinotes Batista reagiu à polémica que envolve o seu nome. “Entendi que nesta situação, que vejo com muita indignação, tinha a obrigação de dar a cara e não de me esconder”, começa por dizer. “Não sei do que estão a falar. Nunca fui ouvido neste processo”, acrescenta. “Nunca fiz mal a uma pessoa na minha vida nem fiz mal a essa pessoa”, garante.

“Tive de falar com as pessoas mais próximas para explicar que não sou um violador”

O deputado lamenta ainda a publicação da notícia. “Há algo que ninguém pode colmatar. Tive de falar com o meu pai. Tive de falar com a minha mãe. Tive de falar com as minhas irmãs. Tive de falar com as pessoas mais próximas para explicar que não sou um violador”, diz. “Conhece a mulher?”, pergunta a jornalista. “Conheço. Chama-se Irina e tive uma relação consentida com ela. Não sou casado, tenha a minha filha de quatro anos, tenho a minha vida e é normal ter relações com mulheres, homens ou com o que me apetecer”, refere. André Pinotes Batista aborda ainda a motivação da queixa. “Tenho uma ideia. Não cheguei ontem à vida pública e política. Como não tenho como o provar, não vou estar a fingir que sou vítima de uma cabala. A justiça fará o seu trabalho”, explica. “Há limites e tenho direito ao meu bom nome”, conclui.

Texto: Bruno Seruca; Fotos: Reprodução Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS