Mudança de Cristina Ferreira para a TVI é notícia no Brasil

Imprensa brasileira fala do pedido de indemnização milionário que a SIC pede a Cristina Ferreira.

Mudança de Cristina Ferreira para a TVI é notícia no Brasil

Imprensa brasileira fala do pedido de indemnização milionário que a SIC pede a Cristina Ferreira.

A polémica que envolve Cristina Ferreira e a SIC é notícia no Brasil. O site Terra deu destaque à saída da apresentadora do canal de Paço de Arcos e ao pedido de indemnização milionário que esta pode vir a ter de pagar à estação por quebra de contrato, e que ultrapassa os 20 milhões de euros.

Esta notícia surge, não só pela notoriedade de Cristina Ferreira no mundo da televisão, mas também porque a SIC é parceira da Globo, o principal grupo de Media do Brasil.

«Imagine Fátima Bernardes [uma das apresentadoras mais populares do Brasil] se transferir da Globo para a RecordTV e, pouco depois, abandonar o canal do bispo Edir Macedo para voltar à Globo como sócia da emissora. Algo semelhante aconteceu com uma das apresentadoras mais populares da televisão portuguesa, Cristina Ferreira», começa a notícia.

Depois de descrito o percurso de Cristina, que passou da TVI para a SIC e que, ao fim de um ano e meio, regressa a Queluz de Baixo com acionista, pode ler-se: «A princípio, a cúpula da SIC reagiu com diplomacia. Agora a postura mudou: a emissora exige receber de Cristina Ferreira indemnização de 20 milhões e 202 mil euros, o equivalente a 135 milhões de reais. A empresa alega que a saída abrupta gerou colossal prejuízo devido à suspensão de vários contratos publicitários. O acordo entre as partes venceria apenas em dezembro de 2022».

Cristina Ferreira não quer pagar à SIC e alega justa causa. Caso vai para tribunal

Após a estação ter dado 15 dias para apresentadora pagar uma indemnização de mais de 20 milhões de euros, permitindo que este montante fosse dividido em várias parcelas, Cristina informou através de um comunicado que não iria pagar. Está pronta para lutar pelos seus direitos em tribunal e irá alegar que rescindiu o acordo por justa causa, depois de lhe terem sido feitas promessas que não foram cumpridas.

A nova diretora de Entretenimento e Ficção da TVI, segundo uma revista semanal, irá alegar que não desempenhou na SIC o cargo para o qual foi contratada (consultora-executiva da direção de entretenimento), algo que a fez ficar «desiludida», assim como também nunca a deixaram conduzir um programa de entretenimento, tal como Daniel Oliveira lhe havia prometido.

Cristina esperava também «que o assunto [sobre a sua saída] fosse tratado pelos advogados de ambas as partes com algum recato, em vez de cair de forma estrondosa na imprensa», adianta a TV Mais.

A apresentadora regressa à TVI a 1 de setembro e já está a ser preparado um evento especial, com iniciativas ao longo dessa semana.

Texto: Patrícia Correia Branco e Carla S. Rodrigues

LEIA MAIS

Meteorologia: Previsão do tempo para segunda-feira, 31 de agosto

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS