Estas são as mulheres mais poderosas no mundo dos negócios em Portugal

A liderar está Paula Amorim, cujo império, avaliado em 4 mil milhões de euros, vai desde a moda à energia.

Estas são as mulheres mais poderosas no mundo dos negócios em Portugal

Estas são as mulheres mais poderosas no mundo dos negócios em Portugal

A liderar está Paula Amorim, cujo império, avaliado em 4 mil milhões de euros, vai desde a moda à energia.

A Forbes vai divulgar, na próxima segunda-feira, a lista das 20 portuguesas mais poderosas no mundo dos negóciosCristina FerreiraIsabel Mota e Cláudia Azevedo são alguns dos nomes que constam na lista. A liderar está Paula Amorim, cujo império, avaliado em 4 mil milhões de euros, vai desde a moda à energia.

LEIA DEPOIS

Lista dos mais ricos do mundo tem um nome português

«Da lista fazem parte investidoras, empreendedoras e presidentes-executivas de grandes empresas. É o caso de Cláudia Azevedo, que lidera a Sonae, uma empresa com vários braços que factura anualmente mais de 6 mil milhões de euros; de Manuela Medeiros, que fundou a Parfois em 1994 e a transformou na marca portuguesa de acessórios de moda mais conhecida no mundo; ou de Cristina Ferreira, a rainha das audiências, que contribuiu sobremaneira para que a SIC recuperasse a liderança no espaço televisivo nacional que lhe fugia há 12 anos», escreve a Forbes na revista que vai para as bancas na segunda-feira.

Eis as 10 portugueses mais influentes no mundo dos negócios:

1. Paula Amorim
Presidente-executiva da Amorim Investimentos e Participações SGPS

2. Cláudia Azevedo
Presidente-executiva da Sonae

3. Manuela Medeiros
Fundadora e presidente-executiva da Parfois

4. Leonor Beleza
Presidente da Fundação Champalimaud

5. Isabel Mota
Presidente da Fundação Gulbenkian

6. Maria Cândida Rocha e Silva
Fundadora e presidente do Banco Carregosa

7. Cristina Ferreira
Apresentadora de televisão

8. Patrícia Bensaude
Presidente do grupo Bensaude

9. Isabel Vaz
Presidente-executiva da Luz Saúde

10. Ana Rebelo de Mendonça
Acionista da Promendo (controla a Cofina e a Altri)

A Forbes ressalva ainda o facto de existirem poucas mulheres a ocuparem o cargo de presidentes das empresas nacionais. Entre as 100 maiores empresas nacionais, apenas se contam cinco mulheres na liderança dos negócios.

Texto: Jéssica dos Santos

LEIA MAIS

Filho de Bolsonaro pede a professores que não abordem temas como o feminismo

Impala Instagram


RELACIONADOS