Cristina Esteves vive pesadelo com tumor no lábio

Cristina Esteves esteve um mês ausente do trabalho para recuperar após retirar um tumor no lábio: «Foi retirado, levei 30 pontos». A jornalista recorda agora esse pesadelo

Cristina Esteves vive pesadelo com tumor no lábio

Cristina Esteves vive pesadelo com tumor no lábio

Cristina Esteves esteve um mês ausente do trabalho para recuperar após retirar um tumor no lábio: «Foi retirado, levei 30 pontos». A jornalista recorda agora esse pesadelo

Cristina Esteves foi protagonista de uma conversa marcada pela emoção n’O Programa da Cristina desta terça-feira, dia 12 de maio. A jornalista da RTP abriu o coração para falar dos momentos mais marcantes da sua vida, como a morte dos pais, o tumor na boca e o encontro com o Papa João Paulo II. A jornalista da RTP enfrentou um tumor maligno em 2014, que a obrigou a ser operada de urgência. «Senti uma coisinha. Começou a inchar, inchar, inchar e se rebentasse ia ser grave. Podia rebentar a qualquer momento. Podia ter uma hemorragia muito grande», começou por contar a Cristina Ferreira.

«Foi retirado, levei 30 pontos. Quando voltei, passado 1 mês voltei ao telejornal. Só não voltei antes porque me custava a falar», continuou, acrescentando que sempre tentou encarar a doença da melhor maneira. «Tudo nos traz aprendizagens, mesmo o que é negativo. Pensamos que foi péssimo, mas que podia ser pior. Estou cá.»

Cristina Esteves perdeu o pai aos 16 anos

Cristina Esteves, de 47 anos, perdeu o pai aos 16 anos e confessou à estrela da SIC que foi um dos momentos mais difíceis da sua vida. «Foi de repente. Foi muito complicado. O meu pai morreu na véspera do meu 17º. aniversário. Gerou-me uma revolta com tudo. Lembro-me quando ia sair e olhava os pais com os miúdos. Sentia alguma inveja e perguntava-me porque é que me tinha acontecido aquilo. Ia a várias igrejas perguntar o porquê… Queria saber razões. Não consegui obter respostas, na verdade não há resposta. Vamo-nos conformando, mas o tempo não apaga. Há sempre saudade», disse.

«Há coincidências estranhas porque vim a encontrar determinadas pessoas que me fazem lembrar o meu pai em certas coisas. Se calhar também procurei isso. Por exemplo no meu sogro, que me levou ao altar. Senti que era o meu pai ali. Pensei no meu pai, mas senti um carinho muito grande por estar ao lado de uma pessoa que admiro muito», acrescentou a jornalista.

LEIA DEPOIS
Meghan e Harry transformam casa para fugir dos olhares curiosos

«Foi um misto de sensações»

Um dos momentos mais marcantes da vida de Cristina Esteves foi o encontro com João Paulo II, pouco tempo antes do Santo Papa morrer, em 2005. A jornalista, que tinha perdido a mãe recentemente, acompanhou a visita do então Presidente da República Jorge Sampaio ao Vaticano e pôde assistir ao encontro com o Papa.

«Foi um misto de sensações. Aquela viagem foi numa altura em que me fui abaixo [depois da morte da mãe]. Aquele homem [o Papa]  foi extraordinário a falar português. A força dele… Aquilo que senti naquele momento foi que nunca temos de desistir. E ele nunca desistiu de agradar ali o povo português, fez um esforço enorme…Foi muito comovente. E de repente deu-me aquela mão… Foi especial. Foi-me oferecido um terço de João Paulo II e aquilo foi-me muito importante. A minha mãe tinha sido sepultada com o meu terço de comunhão, senti que ali me foi devolvido», contou, emocionada.

«Às vezes senti-me triste por não os poder acompanhar»

Mãe de três filhos e apaixonada pela profissão, Cristina Esteves contou que nem sempre é fácil conciliar as duas coisas. «Às vezes senti-me triste por não os poder acompanhar. Houve vezes que não estive presente nos aniversários e tentei compensá-los… Nem sempre é possível. Um dos maiores receios que tenho, talvez por ter perdido os meus pais cedo, é não poder acompanhar os meus filhos. Não é desaparecer, é não poder estar lá quando eles precisarem», terminou.

Texto: Mafalda Mourão; Fotos: Reprodução Instagram

LEIA MAIS
Relação de Oceana Basílio e José Fidalgo chega ao fim

Leia a sua revista sem sair de casa

Vivemos tempos de exceção mas, mesmo nestes dias em que se impõe o recolhimento e o distanciamento social, nós queremos estar consigo. Na impossibilidade de comprar a sua revista favorita nos locais habituais, pode recebê-la no conforto de sua casa, em formato digital, no seu telemóvel, tablet ou computador.

1 – Aceda a www.lojadasrevistas.pt
2 – Escolha a sua revista
3 – Clique em COMPRAR ou ASSINAR
4 – Clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA
5 – Introduza os seus dados e escolha o método de pagamento
6 – Pode pagar através de transferência bancária ou através de MB Way!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS