Kathryn Mayorga pede nova indemnização a Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo volta a enfrentar Kathryn Mayorga. A norte-americana, que acusa o craque de a ter violado em 2009, vai tentar provar que não estava bem psicologicamente quando aceitou o dinheiro.

Kathryn Mayorga pede nova indemnização a Cristiano Ronaldo

Kathryn Mayorga pede nova indemnização a Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo volta a enfrentar Kathryn Mayorga. A norte-americana, que acusa o craque de a ter violado em 2009, vai tentar provar que não estava bem psicologicamente quando aceitou o dinheiro.

Cristiano Ronaldo poderá ter de pagar uma nova indemnização a Kathryn Mayorga. A norte-americana, que acusa o craque de a ter violado em 2009, vai tentar provar que não estava bem psicologicamente quando aceitou os cerca de 300 mil euros de pagamento pelo seu silêncio e pretende avançar com uma nova ação judicial contra CR7.

A notícia é avançada pelo tablóide britânico The Sun, que afirma que Mayorga vai exigir mais 181 mil euros ao jogador pelos danos que lhe causou. O mesmo jornal revela que os advogados de Ronaldo nos Estados Unidos estão a tentar que esta nova tentativa da americana seja rejeitada, alegando que ela estavam bem psicologicamente quando recebeu o primeiro pagamento. No entanto, um juiz de Las Vegas já se pronunciou sobre o caso e pretende marcar nova data de julgamento até ao final deste ano.

LEIA AINDA

Juiz impede CR7 de usar documentos pirateados

A defesa de Ronaldo alega que «Mayorga não pode provar que não estava nas suas plenas faculdades mentais para concordar com o acordo». Mas o juiz que está a analisar o caso tem outra opinião: «Ela fornece declarações escritas de um psiquiatra e de um terapeuta que a trataram nos últimos cinco anos sobre a alegada agressão sexual e que garantem que ela não tinha capacidade para celebrar o acordo no momento em que o assinou».

Julgamento marcado até fim de novembro

As equipas jurídicas de Cristiano Ronaldo e Kathryn Mayorga têm até 30 de novembro para se reunirem e marcarem a data do julgamento. Recorde-se que a norte-americana alega que o jogador a violou em junho de 2009, num quarto do Hotel Palms, em Las Vegas, depois de se terem conhecido numa discoteca. O jogador sempre negou as acusações.

Texto: Patrícia Correia Branco

Impala Instagram


RELACIONADOS