Cristiano Ronaldo não foi o primeiro futebolista a marcar em cinco mundiais

Há outra atleta e de nacionalidade brasileira a marcar em cinco mundiais primeiro que o capitão da seleção portuguesa Cristiano Ronaldo. Saiba quem é

Cristiano Ronaldo não foi o primeiro futebolista a marcar em cinco mundiais

Cristiano Ronaldo não foi o primeiro futebolista a marcar em cinco mundiais

Há outra atleta e de nacionalidade brasileira a marcar em cinco mundiais primeiro que o capitão da seleção portuguesa Cristiano Ronaldo. Saiba quem é

Circulou na Internet que Cristiano Ronaldo, de 37 anos, tinha sido o primeiro futebolista a marcar em cinco mundiais após a seleção portuguesa ganhar a partida contra o Gana no passado dia 24 de novembro, mas não é bem assim. A brasileira Marta Vieira da Silva, de 36, foi a primeira jogadora a conseguir golear pela quinta vez num jogo contra a Austrália, no Mundial de França, em junho de 2019.

Leia depois
Cristiano Ronaldo tira pastilha da zona íntima e momento já é viral [vídeo] (… continue a ler aqui)

Inclusive, CR7, quando reagiu ao feito nas redes sociais, publicou uma imagem a referir que ele era o primeiro homem a concretizar o recorde. “Primeiro homem a marcar em cinco mundiais”, pode ler-se na publicação, com a seguinte mensagem a legendar: “Marcar em 5 Campeonatos do Mundo é alcançar um feito que eu jamais ousaria sonhar, mas é também a prova de que não há impossíveis. O orgulho que sinto em representar Portugal só é comparável à alegria que sinto em cada golo que marco pelo meu país, traduzido em vitórias dedicadas ao nosso povo. Vamos em frente! Isto ainda está só a começar!”

Veja aqui

Contudo, tal proeza já havia sido conquistada no futebol feminino. Marta marcou no Mundial de 2003, nos Estados Unidos, em2007, na China em 2011, na Alemanha, em 2015, no Canadá, e 2019, na França. Já Cristiano Ronaldo goleou nos Mundiais de 2006, 2010, 2014, 2018 e, agora, em 2022.

 

“Fico muito feliz em ter visto ele bater também esse recorde. É um jogador que eu admiro muito. Todos sabem o quanto gosto do trabalho dele, do futebol dele e dele como pessoa. Fico super feliz. Também mostra o equilíbrio que a gente vem tendo em relação à inclusão, do futebol masculino e feminino. São eles quebrando recordes lá e a gente também aqui. Quando a gente quebra aqui, depois de um tempo [eles] vão e fazem a mesma coisa. Então, acho que isso é espetador, valoriza cada vez mais o desporto”, admitiu a jogadora ao UOL sobre a conquista de Cristiano Ronaldo.

Marta iniciou a sua carreira no Vasco da Gama aos 14 anos e três anos depois fez o seu primeiro golo com a camisola da seleção brasileira num Mundial. Atualmente é jogadora do Orlando Pride, na Liga Nacional de Futebol Feminino dos Estados Unidos.

Texto: Carolina Sousa; Fotos: Redes Sociais 

Impala Instagram


RELACIONADOS