Cristiano Ronaldo afastado do jogo contra o Barcelona arrasa testes PCR à covid19

Cristiano Ronaldo, que foi diagnosticado com o novo coronavírus no dia 13 de outubro, encontra-se a cumprir isolamento na sua casa de Turim. O craque português iria reencontrar Messi em campo esta quarta-feira, 28 de outubro, num jogo para a Liga dos Campeões.

Cristiano Ronaldo afastado do jogo contra o Barcelona arrasa testes PCR à covid19

Cristiano Ronaldo afastado do jogo contra o Barcelona arrasa testes PCR à covid19

Cristiano Ronaldo, que foi diagnosticado com o novo coronavírus no dia 13 de outubro, encontra-se a cumprir isolamento na sua casa de Turim. O craque português iria reencontrar Messi em campo esta quarta-feira, 28 de outubro, num jogo para a Liga dos Campeões.

Cristiano Ronaldo está oficialmente fora do jogo desta quarta-feira, 28 outubro, da Juventus contra o Barcelona, contar para a Liga dos Campeões. E esta não será uma partida qualquer: do outro lado do campo estará o Barcelona de Lionel Messi, o que faz com que reencontro entre os melhores do futebol mundial fique adiado.

O craque português voltou a testar positivo para a Covid-19 nos testes PCR (sigla que, em português, significa ‘reação em cadeia da polimerase’) – realizados com uma zaragatoa – que fez, quer na Juventus, quer na UEFA. Este último resultado levou mesmo CR7 a criticar, nas redes sociais, este tipo de exame. “PCR é uma treta”, escreveu o madeirense.

Cristiano Ronaldo “é uma fera enjaulada”

Rui Pedro Brás saiu em sua defesa no Jornal da Uma, afirmando que, neste momento, o filho de Dolores Aveiro “é uma fera enjaulada”. Nestes “15, 16 dias”, desde que acusou positivo para o novo coronavírus ainda ao serviço da Seleção (13 de outubro), o avançado da equipa de Turim fez 18 testes PCR. No entanto, de acordo com o comentador da TVI, “neste mesmo período fez sete testes de análise ao sangue, ou seja, testes laboratoriais, todos negativos”. “Nos PCR confirma-se a presença do coronavírus nas fossas nasais, na garganta, de Cristiano Ronaldo. Nos testes sanguíneos confirma-se a ausência do vírus no seu organismo e daí, no meu entender, a revolta”, adianta.

“Ainda hoje de manhã, em conversa aqui no programa Segunda Vaga com a Raquel e com a doutora Margarida Tavares, a dra. dizia que o teste PCR é um péssimo teste de cura. É um péssimo teste para perceber se alguém que já esteve positivo e que, neste momento, está assintomático já ultrapassou ou não o vírus. Mas diz que é o único que temos e é isto que não podemos aceitar. Se é o único que temos tem que se desenvolver outro. O mundo não pode enfrentar o maior desafio da sua história com uma estratégia mal definida e com um teste ineficaz, no meu entender”, remata.

Texto: Ivan Silva; Fotos: reprodução Instagram

 

Impala Instagram


RELACIONADOS