Covid-19. Famosos juntam-se em ações de solidariedade na quarentena

São vários os famosos portugueses que se têm dedicado a ações de solidariedade durante a pandemia da Covid-19. Os atores Filipe Vargas e Afonso Vilela e o ex-manequim Pedro Barroso são alguns exemplos.

Covid-19. Famosos juntam-se em ações de solidariedade na quarentena

São vários os famosos portugueses que se têm dedicado a ações de solidariedade durante a pandemia da Covid-19. Os atores Filipe Vargas e Afonso Vilela e o ex-manequim Pedro Barroso são alguns exemplos.

Numa altura em que se multiplicam os casos de solidariedade devido à pandemia de coronavírus que o mundo enfrenta, alguns famosos portugueses também puseram as mãos à obra para ajudar os outros.

Filipe Vargas, que os portugueses podem ver atualmente como Lucas Santa Cruz na novela Quer o Destino, na TVI, anunciou esta quarta-feira, dia 8 de abril, nas redes sociais que está a fazer voluntariado no Banco Alimentar. «Após uma quarentena rigorosa de 20 dias, como vivo sozinho e não tenho ninguém ninguém a meu cargo, resolvi oferecer-me para fazer voluntariado na Rede de Emergência Alimentar do Banco Alimentar. Fi-lo porque conheço o trabalho do Banco Alimentar e sabia que este projeto em tempos de pandemia necessita, não só de mais donativos, como de braços extra», começou por dizer.

«Quando a Isabel Jonet [Presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome ] me apresentou esta nova realidade, bastante pior do que poderia imaginar, percebi a verdadeira dimensão desta pandemia, que vai muito além dos infetados e do número de mortes: está a ser uma autêntica tragédia social que só agora começou», acrescentou o ator, terminando ainda com um pedido de ajuda a todos os que possam fazer donativos para esta projeto.

Pedro Barroso faz compras para os vizinhos

Pedro Barroso também arregaçou as mangas para ajudar a comunidade e aderiu ao movimento Vizinho Amigo, no qual várias pessoas se oferecem para fazer compras (bens alimentares, farmácia ou outros) a vizinhos mais velhos ou que, por razões de saúde, façam parte de algum grupo de risco para a Covid-19.

«Decidi abraçar e fazer parte deste rojeto, ajudando na minha área de residência. São causas como estas que me fazem acreditar. Vamos cuidar uns dos outros. O futuro é de todos. Hoje sou eu, amanhã podes ser tu», partilhou nas redes sociais, também num apelo a que outros lhe sigam o exemplo.

Mais a norte do país, mais precisamente em Vila Nova de Famalicão, chega-nos o caso de Afonso Vilela. O ex-manequim pôs os seus dotes de culinária ao serviço da associação HumanitAVE, cujo objetivo, neste Estado de Emergência que o país atravessa, é alimentar famílias carenciadas.

«Jornadas duras, sem esmorecer»

Afonso Vilela tem partilhado várias imagens nas redes sociais, no seu ‘novo local de trabalho’ e agradeceu a ajuda de todos os que têm contribuído para a associação: «Com uma mão cheia de nada e cinco tostões de boa vontade, muito se pode fazer. Da peixaria, tiveram o cuidado de nos guardar as aparas de peixe, que geralmente se deitam fora. Do talho os ossos. Transformados em caldos e bases saborosos, que este fim de semana deram corpo a mais refeições para quem mais precisa», escreveu. «Domingo fizemos quase 1500, o nosso máximo (da equipe de cozinha), até agora. Jornadas duras, sem esmorecer. Obrigado a todos pelo vosso contributo», acrescentou ainda.

Mas, se uns saem de casa, há também de entre os nossos famosos, quem ajude de outra forma. César Mourão, seguido por mais de 600 mil seguidores, disponibilizou a sua página no Instagram para servir quem precisa: «A partir de hoje, o meu Instagram está à disposição de marcas portuguesas para fazerem publicidade, totalmente gratuita. É uma das formas que encontrei de ajudar (…) Improvisei esta forma de ajudar».

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Reprodução de Redes Sociais

LEIA MAIS
Covid-19: Alemanha regista quase 60 mil casos curados
Covid-19: Bulgária impõe uso obrigatório de máscara

Impala Instagram


RELACIONADOS