Claudisabel: Teste ao condutor envolvido no acidente revela presença de álcool

Claudisabel “teve uma morte violenta” e o cenário “perturbou até os operacionais destacados para o socorro às vítimas”.

Claudisabel: Teste ao condutor envolvido no acidente revela presença de álcool

Claudisabel “teve uma morte violenta” e o cenário “perturbou até os operacionais destacados para o socorro às vítimas”.

Claudisabel sofreu um violento e aparatoso acidente na madrugada de segunda-feira (19) e teve uma morte violenta. Sabe-se agora que os resultados do teste de alcoolemia feitos na altura do acidente ao condutor que embateu no carro da cantora detetaram presença de álcool no sangue, revela o Correio da Manhã. Fonte dos bombeiros disse à TVI que se tratou “de uma morte violenta” e que “já pouco ou nada havia a fazer pela vida da cantora” quando chegaram ao local. As manobras de reanimação revelaram-se insuficientes e o óbito foi declarado no local. O cenário encontrado “perturbou até os operacionais destacados para o socorro às vítimas”. Os bombeiros, ao chegarem ao local encontraram um homem de 50 anos, – sabe-se agora que é de Vialonga – que apresentava ferimentos ligeiros, ao volante de um Audi.

Para ler depois
Vida amorosa de Claudisabel marcada por “azares” e sofrimento
Claudisabel, que morreu na madrugada de dia 19, viveu vários “azares da vida amorosa”, garante uma das melhores amigas. (… continue a ler aqui)

A equipa da Brigada de Trânsito da GNR fez os testes de alcoolemia ao condutor, assim que chegaram ao local, e os mesmos revelaram de imediato álcool no sangue. No entanto, o facto de o aparelho ser antigo e poder apresentar algum defeito, foi pedida uma contraprova, que é feita com recurso a testes de sangue. Testes esses que estão a ser analisados no Instituto de Medicina Legal de Lisboa e que ajudarão a revelar se existiam também vestígios de droga. Os resultados não são conhecidos, segundo o mesmo jornal.

Claudisabel sentiu-se mal antes de tragédia fatal

Cláudia Isabel sofreu o acidente pouco depois da uma da manhã ao quilómetro 85 na A2 (sentido Norte Sul), quando regressava a casa depois de ter atuado no Camião do Domingão em Castanheira de Pêra. As operações de socorro mobilizaram 12 veículos e 24 operacionais, dos Bombeiros de Alcácer do Sal, Viatura médica de Emergência e Reanimação do Hospital do Litoral Alentejano, Brisa e GNR. Claudisabel, minutos antes do acidente, ligou a um familiar a revelar que se estava a sentir mal. Não se sabe ainda se a cantora terá decidido parar o carro na berma da autoestrada, saído do carro para colocar o triângulo e sinalizar, ou se ia em marcha lenta.

Certo é que o segundo carro envolvido no acidente embateu violentamente no smart de Claudisabel. O carro de Claudisabel terá sido “projetado a mais de 100 metros” do local onde estaria parado depois do embate violento de que foi alvo, como foi avançado pelos bombeiros de Alcácer do Sal à TVI. O comandante dos Bombeiros Mistos de Alcácer do Sal, Valdemar Gonçalves, realçou que o carro em que seguia a cantora capotou na sequência da colisão e que as operações de socorro implicaram a realização de “trabalhos de desencarceramento e salvamento avançado”, mas já nada havia a fazer pela vida da cantora.

Claudisabel tinha atuado no Domingão

Claudisabel tinha sido uma das convidadas da SIC do Domingão e terá jantado com Emanuel. Ao longo do dia, a cantora foi publicando imagens dos bastidores do Domingão nas suas redes sociais onde reinava a boa disposição. A cantora deslocou-se do Algarve, onde morava, para atuar no palco móvel em Castanheira de Pêra, onde estava também Emanuel e Luciana Abreu.

Para ler depois
Claudisabel tinha 46 anos (e não 40) e existia um motivo para que não dissesse a idade verdadeira
Agência funerária revela que Claudisabel tinha 46 anos (e não 40) e fãs da cantora ficam baralhados com datas. A verdade é que é muito comum que celebridades adulterem verdadeiras datas de nascimento (… continue a ler aqui)

Texto: Ana Lúcia Sousa;
Fotos: Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS