Cláudio Ramos conta tudo sobre a primeira relação homossexual

Cláudio Ramos deu uma entrevista a Cristina Ferreira e contou um pouco da sua história. Da infância à idade adulta, o cronista não deixou escapar nenhum detalhe.

Cláudio Ramos conta tudo sobre a primeira relação homossexual

Cláudio Ramos deu uma entrevista a Cristina Ferreira e contou um pouco da sua história. Da infância à idade adulta, o cronista não deixou escapar nenhum detalhe.

Cláudio Ramos deu uma grande entrevista a Cristina Ferreira e depois de falar do seu primeiro grande amor, Susana, mãe da sua filha Leonor, o apresentador da SIC abriu o coração e falou da sua homossexualidade e da primeira paixão que teve por um homem.

Questionado por Cristina sobre o sentimento que o um homem o fez ter, diferente do que tinha sentido com Susana, Cláudio contou que foi com ele que descobriu que era homossexual, no entanto adianta que sempre gostou de Susana e da família que estava a criar com ela.

«Eu não sou bissexual. Eu não gosto de homens e de mulheres. Eu gostei da Susana, de toda a ideia que tínhamos de família, de ter tido a minha filha», começa por dizer.

LEIA MAIS: Paul McCartney garante que viu Deus

O primeiro pensamento de Cláudio Ramos foi: «E agora, a minha filha? O que é que eu vou fazer?», certo é que conseguiu estabelecer uma boa relação com Leonor que lhe permitiu, mais tarde, explicar toda a situação.

«Temos de nos divorciar»

Cláudio Ramos tinha nas suas mãos uma das maiores decisões da sua vida. Estava apaixonado por homem mas era casado com uma mulher, e tinha uma filha.

Numa noite, assim que Susana chegou a casa, o apresentador disse-lhe que tinham de ter uma conversa e foi aí que Cláudio contou tudo.

«A Susana chega e eu digo: ‘Temos de ter uma conversa’. E ela: ‘Então, o que foi?’ E eu: ‘Temos de nos divorciar’. E ela perguntou porquê. Respondi: ‘Porque eu gosto de um homem’», contou.

O apresentador da SIC conta ainda que os momentos seguintes foram de grande sofrimento para os dois.

Amor amargo

Embora tenha sido o maior amor da vida do comentador do Passadeira Vermelha, foi também a sua pior experiência de vida. Cláudio Ramos revela que viveu dez anos apaixonado «desde o primeiro dia até ao último».

Mesmo depois de ter terminado a relação, Cláudio sentia «vontade de estar, de fazer, de acontecer, de planear, de querer, de tocar e de pensar».

LEIA MAIS: Cristina Ferreira entrevista Cláudio Ramos: «As pessoas não têm noção do que é o trabalho»

«Deixou de gostar e não teve coragem de o dizer»

Cláudio Ramos conta que «é muito pai» e é por isso que as suas relações nunca acabam por resultar. Ainda assim não foi esse o facto que levou o grande amor da sua vida a desistir da relação.

«Foi-se embora, e por muito que me custe, porque deixou de gostar. E não teve coragem de o dizer e inventou outras desculpas. Eu gostava, mas ele já não».

Cláudio Ramos chegou mesmo a apresentar o namorado a Leonor, a sua filha, e não por querer, mas sim porque foi um pedido da própria criança.

«Um dia, a Leonor veio a Lisboa e diz-me assim: ‘Ó pai, eu gostava de conhecer o teu amigo’. Eu sabia o que ela estva a dizer e respondi: ‘Está bem’», embora tenha apresentado a filha ao namorado, para Cláudio esta foi uma das coisas que mais o magoou.

LEIA MAIS: Cláudio Ramos arrasa Vanessa Martins e Marco Costa: «Estão a cuspir no prato que lhes de comer»

Fotos: Impala e Reprodução Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS