Cláudio Ramos: «Não se pode comparar a minha saída da SIC com a da Cristina»

Cláudio Ramos comenta transferência televisiva de Cristina Ferreira da SIC para a TVI

Cláudio Ramos: «Não se pode comparar a minha saída da SIC com a da Cristina»

Cláudio Ramos: «Não se pode comparar a minha saída da SIC com a da Cristina»

Cláudio Ramos comenta transferência televisiva de Cristina Ferreira da SIC para a TVI

Cláudio Ramos foi dos primeiros a manifestar-se publicamente acerca da transferência televisiva de Cristina Ferreira da SIC para a TVI. O apresentador do Big Brother 2020 não esconde a felicidade de poder partilhar a estação com a «vizinha» que ganhou em Paço de Arcos.
Cláudio Ramos revela agora o que lhe vai no coração. «As pessoas, seja quem for, têm o direito de pegar nas malas e ir atrás dos sonhos. Quando eu saí da SIC a Cristina foi a pessoa com quem falei primeiro. Disse-me: “é o que queres? Vai!” Não alimentámos publicamente a conversa. O que acontecia entre nós ficará guardado entre nós», recorda

«Nada é definitivo nem adquirido»

«O facto de a Cristina ir para a TVI, da forma como vai, é realizar um sonho. Voltar a casa. Já que estou deste lado agora, vou recebê-la de braços abertos e desejar-lhe que as coisas corram da melhor forma possível. Sempre me identifiquei com ela, será uma coisa muito boa. Para a estação parece-me uma coisa ótima. É o mercado a mexer, para que as pessoas aprendam que nada é definitivo nem adquirido. Já falei com ela, mas não falei de trabalho», adianta.

Cláudio Ramos não poupa elogios à apresentadora. «A Cristina foi para a SIC, revolucionou a televisão. Ela conseguiu fazer isto. Ela transforma, agita tudo. A Cristina olha para a televisão a pensar nas pessoas que estão dentro de casa a ver. Isso é que faz a revolução. Espero de verdade que seja o que aconteça agora.»

«A Cristina é para a televisão o que o Cristiano Ronaldo é para o mundo do futebol»

«Não se pode comparar a minha saída da SIC com a da Cristina. São coisas completamente diferentes. Só se compara numa coisa: vamos os dois atrás de sonhos. Diferentes, em alturas diferentes. A escala da Cristina não existe em Portugal até hoje. A Cristina é para a televisão o que o Cristiano Ronaldo é para o mundo do futebol. Não há outra. Na nossa história da televisão não há.»

O apresentador do Big Brother diz ainda ter a certeza que o facto de Cristina Ferreira ser mulher está interligado com o enorme impacto que a notícia tem no País.
« É muito importante percebermos que a Cristina é uma mulher. Tenho a certeza que se isto acontecesse com um homem não havia metade do barulho», remata.

Cristina Ferreira inicia funções em setembro

Cristina Ferreira regressa à TVI como Diretora de Entretenimento e Ficção, tendo já manifestado a sua intenção de compra de participação na Media Capital, com o intuito de vir a tornar-se também accionista do canal televisivo. O regresso de Cristina à casa de origem acontece dois anos depois da sua saída, prevendo-se o início de funções a 1 de Setembro de 2020.

Texto: Joana Dantas Rebelo com Ivan Silva, Fotos: Redes Sociais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS