Cevher Toktas Futebolista asfixiou o filho de 5 anos no hospital porque «não o amava»

Cevher Toktas, futebolista turco de de 32 anos, confessou ter asfixiado o filho de cinco anos até à morte numa cama de hospital. Disse à polícia que “não amava” o filho.

Cevher Toktas Futebolista asfixiou o filho de 5 anos no hospital porque «não o amava»

Cevher Toktas Futebolista asfixiou o filho de 5 anos no hospital porque «não o amava»

Cevher Toktas, futebolista turco de de 32 anos, confessou ter asfixiado o filho de cinco anos até à morte numa cama de hospital. Disse à polícia que “não amava” o filho.

Cevher Toktas, futebolista turco de de 32 anos, confessou ter asfixiado o filho de cinco anos até à morte numa cama de hospital. Disse à polícia que «não amava» o filho.

O menino deu entrada no hospital a 23 de abril com febre e dificuldades respiratórias. Com suspeitas de coronavírus, ele e o pai foram colocados de quarentena. Nesse mesmo dia a criança foi transportada para a Unidade de Cuidados Intensivos do hospital pediátrico, onde acabou por morrer duas horas depois.

Veja a notícia completa aqui

Notícia www.novagente.pt

Impala Instagram


RELACIONADOS