Carolina Deslandes faz revelações sobre a sua infância

«Cresci rodeada de amor, protegida, com a sensação de que nada nem ninguém me podia fazer mal enquanto estivesse perto deles»

Carolina Deslandes faz revelações sobre a sua infância

«Cresci rodeada de amor, protegida, com a sensação de que nada nem ninguém me podia fazer mal enquanto estivesse perto deles»

Carolina Deslandes fez uma publicação emocionante nas redes sociais na qual recordou a sua infância. A cantora relembrou os tempos em que ficava em casa dos avós e da felicidade que sentia quando trepava às árvores e saltava nas poças de lama.

Foi através de uma fotografia em que os seus filhos Benjamim, que completa um ano em junho, e Santiago, de quase dois,  surgem ao colo dos avós que Carolina falou dos bons momentos que passou quando era pequena e das recordações mágicas que guardou.

LEIA MAIS: Carolina Deslandes – Na banheira, nua com o filho mais velho

«Desde pequenina que ia para casa dos meus avós no Alentejo, todas as sextas feiras. Lembro-me de chegar e sentir cheiro a esteva e a relva cortada. Lembro-me da felicidade que sentia a cada vez que via o portão abrir, a cada vez que comia pão alentejano, a cada vez que me deitava na relva a olhar o céu mais estrelado que já vi na vida.» começou por escrever a cantora na legenda da imagem.

«Cresci rodeada de amor, protegida…»

«Andei de jardineiras rasgadas e trancinhas no cabelo, andei a trepar as árvores mais altas, a comer os frutos que apanhava, a saltar em poças de lama. Cresci rodeada de amor, protegida, com a sensação de que nada nem ninguém me podia fazer mal enquanto estivesse perto deles. É por isso que é tão importante para mim vir para aqui todos os fins de semana.»

«A “Quinta da Chegada”, a quinta dos meus sogros, os avós que são pais duas vezes, a quinta onde eles correm no pomar, andam de baloiço, comem a comida feita pela avó. Às vezes custa, o cansaço é muito, e dá uma preguiça de pegar nas coisas e arrancar. Mas bastou-me chegar e ver isto. Está tudo certo. Eles têm as costas quentes. E nos também.» terminou a mulher de Diogo Clemente, num texto emocionantes sobre o amor que os avós dão as netos.

Veja aqui a publicação completa

 

Impala Instagram


RELACIONADOS