Carlos Costa fala sobre suicídio do namorado: «Custa muito»

Carlos Costa perdeu o pai há oito meses e, agora, enfrenta a morte do namorado de vários anos. O cantor confessou a Duarte Siopa: “Custa muito e não se esquece”.

Carlos Costa fala sobre suicídio do namorado: «Custa muito»

Carlos Costa perdeu o pai há oito meses e, agora, enfrenta a morte do namorado de vários anos. O cantor confessou a Duarte Siopa: “Custa muito e não se esquece”.

Carlos Costa perdeu o pai há oito meses e, agora, enfrenta a morte do namorado de vários anos, que se suicidou, de acordo com Duarte Siopa. O cantor esteve no programa Manhã CM, da CMTV, na manhã desta segunda-feira, 11 de abril, e não conteve a emoção ao falar sobre a fase difícil que está a viver. Duarte Siopa, apresentador do formato, começou por questionar Carlos Costa sobre a morte do pai. “Foi uma fase da minha vida um bocado… São aqueles estaladões que a vida nos dá, horríveis, porque nós não estamos preparados. Nós nascemos a acreditar que os nossos pais são super-heróis, que eles conseguem fazer tudo, que eles são eternos e que vão estar sempre ali. E o meu pai era essa pessoa”, começou por responder o cantor.

“Nós somos quatro irmãos e eu era sempre o que afrontava mais o meu pai. Eu era aquela pessoa que, se ele fizesse alguma coisa menos correta, eu dizia-lhe. Então, nós tínhamos sempre essa relação de sinceridade e ao mesmo tempo de picardia”, disse Carlos Costa, recordando depois que foi apanhado de surpresa com a triste notícia: “O meu pai faleceu no dia a seguir ao aniversário dele. Foi horrível. Ele fez uma festa gigante, estava super bem. Eu e a minha irmã estávamos juntos e falamos com ele por telefone. O meu pai dedicou-me a primeira fatia do bolo… No dia a seguir, fui fazer um treino de ginásio, o meu telefone tocou e a minha mãe disse que o meu pai tinha falecido. Foi um baque da vida“.

«É difícil, ainda é muito recente»

A seguir, Duarte Siopa mencionou o facto de Carlos Costa ter perdido recentemente o namorado. “Há coisa de um mês, o teu companheiro, o teu namorado de há tantos anos, suicidou-se”, disse, deixando o cantor visivelmente emocionado. “É difícil, ainda é muito recente. Ao longo de muitos anos, vendi a ideia que o Carlos Costa é sempre bem disposto. E eu sou, acho que é disso que o mundo precisa. (…) Toda a gente sabe o que é perder alguém. Eu não sou exceção e estou só a passar por essa fase. Custa muito e não se esquece“, disse o cantor. “Ficou alguma coisa por dizer?”, perguntou o apresentador. “Certamente”, disse Carlos Costa, reconhecendo que ficou “chateado” com o companheiro.

Cantor não põe de parte mudança de sexo

Na mesma entrevista, ao programa Manhã CM, Carlos Costa falou ainda sobre as suas sucessivas mudanças de visual e da forma como encara o corpo. O cantor disse que não se importa de ser tratado por ‘ele’ ou por ‘ela’ e explica a razão por que não assume uma identidade feminina. “Imaginem agora, vocês que me conhecem há tantos anos como Carlos, vinha com a noticia – e não é impossível de acontecer – agora já não sou Carlos e mudei para Mariana. É um bocadinho estranho para mim. Eu adoro os meus pais, adoro toda a minha história e custa-me dizer que não ao nome que era do meu pai, ao nome que o meu pai me deu, ao nome que fez a minha história”, explicou.

Questionado se se sente mais homem ou mulher, Carlos Costa respondeu “os dois” e, quanto a uma possível mudança de sexo, o cantor respondeu: “Não sei responder a isso. Para mim, é uma evolução. Eu hoje estou bem como Carlos. Eu não me coloco rótulos. Vamos ver o dia de amanhã”.

Texto: Patrícia Correia Branco;
Fotos: Reprodução CMTV e Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS