Bruno Nogueira revela pormenores sobre fim do programa “Tubo de Ensaio”

Bruno Nogueira e João Quadros põem um ponto final no programa “Tubo de Ensaio”, na TSF, ao fim de 12 anos de emissão. Em jeito de despedida, o humorista faz um duro desabafo.

Bruno Nogueira revela pormenores sobre fim do programa “Tubo de Ensaio”

Bruno Nogueira e João Quadros põem um ponto final no programa “Tubo de Ensaio”, na TSF, ao fim de 12 anos de emissão. Em jeito de despedida, o humorista faz um duro desabafo.

O programa “Tubo de Ensaio”, de Bruno Nogueira e João Quadros na TSF, chegou ao fim. O formato durou 12 anos e, na tarde desta segunda-feira, 5 de setembro, o primeiro escreveu um longo texto nas redes sociais, em jeito de balanço, revelando que foi “uma decisão difícil, mas ponderada”.

Recordo-me de quando o ‘Tubo de Ensaio’ foi para o ar, a telefonista desabafar comigo que já não aguentava as chamadas de ouvintes a queixarem-se e a insultarem-na como se ela fosse a autora da crónica. O caminho foi-se fazendo aos poucos e houve muitas coisas que o Quadros e eu conseguimos dizer, que fizeram a diferença para nós, por termos dito o que custaria mais ter ficado calado. Contra muitos, seguimos firmes o nosso caminho”, começou por escrever.

“Na altura, há 12 anos, o ‘Tubo de Ensaio’ era um objeto estranho e chocante, que falava uma linguagem bruta e crua demais: a nossa. Apesar disso, as direções da TSF partilharam uma coisa em comum: a de nos darem a liberdade total, sem nunca nos tentarem moldar ao politicamente correto, nem aos patrocinadores que se foram queixando ao longo dos tempos. Fizemos inimigos, falámos por muita gente, contra muita gente, mas sempre livres e com plena noção do preço de cada palavra”, explicou Bruno Nogueira.

Nesta ‘despedida’, o humorista revelou ainda que, tanto ele como João Quadros foram alvo de alguns processos. “Fomos a tribunal, criámos inimigos maiores do que nós, tivemos opiniões em sentido contrário do país. Recebi chamadas de pessoas a aconselharem um pedido de desculpas, pedidos para falar sobre determinados temas. Errámos muitas vezes, ferimos sem querer e por querer, e pagámos essas faturas. Quando se faz uma crónica diária durante tanto tempo, há fogo amigo e balas perdidas. Os ouvintes que gostavam numa semana, na semana seguinte odiavam porque a nossa opinião divergia. Chateavam-se connosco. Mas tudo isso fez com que o ‘Tubo de Ensaio’ tivesse a sua identidade própria, que nasce também desses defeitos de fabrico”.

“Acredito que há momentos em que, sem se explicar muito bem como nem porquê, nos é claro que um caminho precisa acabar, para surgir o desejo de começar outro. É possível que este seja um desses momentos. Ao João Quadros, o meu agradecimento pela sua incansável luta e talento. O João tem um talento feroz e livre. O ‘Tubo de Ensaio’ é dos dois em partes iguais. A quem nos foi ouvindo, obrigado por tudo. Foram 12 anos que mudaram muito em mim. Havemos de arranjar outra forma de nos chatearmos uns com os outros”, concluiu Bruno Nogueira.

O último episódio de “Tubo de Ensaio” foi transmitido a 30 de junho. O programa foi transmitido entre 2007 e 2015 e, depois de três anos de interregno, regressou em 2018.

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Reprodução redes sociais

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS