Zé Maria de Big Brother está irreconhecível. Recorde o primeiro vencedor do reality show

O “Big Brother” estreou-se há 21 anos e Zé Maria, o grande vencedor dessa primeira edição, jamais será esquecido pelos portugueses. Mas o que é feito do concorrente do reality show da TVI?

Zé Maria de Big Brother está irreconhecível. Recorde o primeiro vencedor do reality show

O “Big Brother” estreou-se há 21 anos e Zé Maria, o grande vencedor dessa primeira edição, jamais será esquecido pelos portugueses. Mas o que é feito do concorrente do reality show da TVI?

O “Big Brother” chegou a Portugal há 21 anos. Foi no dia 3 de setembro de 2000 que o reality show – que marcou uma indiscutível viragem na história da televisão – se estreou na TVI, então sob a condução de Teresa Guilherme. Zé Maria, na altura com 27 anos, acabou por vencer a primeira de muitas edições que viriam a ser aposta da estação de Queluz de Baixo.

Foi na sua terra de sempre que a TV 7 Dias apanhou Zé Maria. O barranquense foi surpreendido pela mesma revista no final do ano de 2019, pouco tempo depois de a TVI ter anunciado que iria fazer regressar o reality show em 2020. Entretanto, já existiram três edições e uma nova, feita agora numa casa construída de raiz na Malveira, estreia-se já no dia 12 de setembro.

Na altura, como escreveu a TV 7 Dias em manchete, Zé Maria estava “doente e sozinho”, “dependente de medicação” e a “sobreviver com 400 euros por mês”. As imagens mostravam Zé das Galinhas, como também é conhecido, visivelmente diferente da figura com a qual se deu a conhecer ao público quando arrancou o “Big Brother”. Afinal, passaram-se duas décadas e o pedreiro tem hoje 48 anos.

Estas são, por isso, as imagens mais recentes que existem do homem que, naquela passagem de ano, ganhou um automóvel e 20 mil contos (aproximadamente 100 mil euros).

Veja como está o inesquecível Zé Maria aqui!

Zé Maria fez promessa a Teresa Guilherme

Numa entrevista concedida a Manuel Luís Goucha, para a estreia do programa “Conta-me”, também da TVI, Teresa Guilherme revelou que continua a manter contacto com Zé Maria e que este lhe enviou uma mensagem no início da pandemia da covid-19, pedindo à apresentadora, a quem trata por tia, para que se resguardasse em casa. “Por favor, cuide-se. Não queremos que fique doente”, disse-lhe.

Sabia que Zé Maria só entrou no “Big Brother” por causa de uma exigência de Teresa Guilherme à TVI? Em entrevista a Maria Botelho Moniz por altura do último programa – que apresentou com Cláudio Ramos -, Teresa reviveu alguns dos momentos mais marcantes que experienciou no reality show. O primeiro a ser recordado envolve o mais mediático concorrente do formato, Zé Maria, que veio a vencer o primeiro Big Brother de todos, corria o ano de 2000.

“Aceitei fazer o Big Brother, há 20 anos, como sempre aceito tudo: porque me apeteceu. Nem sabia muita coisa. Sabia que era um programa muito polémico e sabia que ja tinham feito na Holanda e em Espanha. Quando me convidaram, disse: ‘Ah, aquele muito polémico e difícil de apresentar? Então quero fazer, vou fazer’”, começou por recordar.

“A produzir 3800 coisas” em televisão, Teresa Guilherme só aceitou conduzir o reality show com uma condição. “E programa era à terça-feira, porque eu não queria apresentar o programa ao domingo. Então, eles fizeram-me o favor. É verdade. Eu era produtora e não estava a apresentar nada há algum tempo, não queria. Então, cheguei a conclusão de que, se fosse ao domingo, ia trabalhar sexta, sábado e domingo. Depois, na segunda, ia pegar nas outras coisas”, contou.

A veterana não quis e exigiu à TVI que as galas do programa fossem transmitidas às terças-feiras. “Terça-feira é o meu dia favorito de televisão. Acho que dá imensa sorte. E terça-feira foi. Só o arranque do programa é que foi a um domingo”, referiu.

A TVI acedeu ao pedido de Teresa Guilherme, mas com um senão do então Diretor-Geral da estação, José Eduardo Moniz. “O Zé Eduardo, a dada altura, disse-me: ‘Eles vão entrar a um domingo. Então, na terça-feira, quero um acontecimento’”, revelou a apresentadora, recordando que, “à época, os concorrentes nomeavam a uma terça-feira, na semana a seguir um deles saía, na semana a seguir nomeavam” e assim sucessivamente. “Portanto, só saía uma pessoa de 15 em 15 dias. Era um ritmo mais lento.”

“Só se houver nomeações” na terça-feira, sugeriu Teresa Guilherme ao então decisor dos destinos da TVI. Problema: “não se falava para dentro da casa”. A apresentadora contou que, para tal poder ter acontecido, teve de ser pedida autorização a John de Mol, magnata holandês que fundou a produtora Endemol. É ele o ‘pai’ de Big Brother.

Chamado à ultima da hora

Ao telefone, John de Mol questionou Teresa Guilherme: “Eles não vão querer nomear. Você acha que eles vão dizer que nomeiam?”. “Ó senhor de Mol, eles são todos uns garotos. Eu vou dizer-lhes que eles têm de nomear e eles vão nomear”, respondeu-lhe.

“Fizeram as contas e chegaram a conclusão: ‘Se vai sair um concorrente uma semana antes do que devia, é preciso mais um concorrente’.” O problema foi rapidamente resolvido: a produção chamou à última hora Zé Maria para integrar o leque de concorrentes de Big Brother. “Portanto, na sexta-feira, estava o Zé Maria na sua casa e disseram-lhe: ‘Olha, afinal, sempre vais entrar no Big Brother. Ele tinha concorrido, obviamente, e tinha feito todos os testes. Tinha sido selecionado até quase ao limite, mas acabou por ficar de fora”, revelou Teresa Guilherme.

“Foram ter com ele a Barrancos. Ele próprio ajudou a produzir o seu videoclipe de apresentação. Ele é que foi pedir autorização ao presidente da câmara para se gravar um mural que ele lá tinha feito. Veio para Lisboa e, no sábado, entrou.”

Zé Maria entrou e, na terça-feira, tal como os outros 12 participantes, acabou por nomear um dos colegas. Na quarta-feira, Teresa Guilherme depressa sentiu que o concorrente tinha tocado os portugueses. “No dia a seguir, lembro-me de sair de minha casa e de ter apanhado um engarrafamento normal. E já ouvia, nos outros carros, as pessoas dizerem-me: ‘O Zé Maria, o Zé Maria!’”.

“Meu Deus, as pessoas interessaram-se mesmo por este garoto», pensou, na altura, a apresentadora, que ainda hoje mantém contacto com muitos concorrentes de Big Brother: “Vou sempre sabendo deles. Ainda ontem o Zé Maria me ligou a perguntar: ‘Tia, está boazinha?’ Queria saber se eu me estava a cuidar bem. Ele é muito querido.”

Texto: Dúlio Silva; Fotos: D.R.

VEJA AGORA:
TVI obrigada a chamar técnicos estrangeiros para construir a nova casa do Big Brother
TVI obrigada a chamar técnicos estrangeiros para construir a nova casa do Big Brother
As portas da nova casa do “Big Brother” vão abrir-se no próximo domingo, dia 12. A TVI apostou em técnicos de vários países para construir a mansão (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS