Big Brother apresentado por Teresa Guilherme com mais inscritos do que edição de Cláudio Ramos

O Big Brother prepara-se para regressar à antena da TVI em setembro com apresentação de Teresa Guilherme. As inscrições encerraram esta segunda-feira, 10 de agosto.

Big Brother apresentado por Teresa Guilherme com mais inscritos do que edição de Cláudio Ramos

Big Brother apresentado por Teresa Guilherme com mais inscritos do que edição de Cláudio Ramos

O Big Brother prepara-se para regressar à antena da TVI em setembro com apresentação de Teresa Guilherme. As inscrições encerraram esta segunda-feira, 10 de agosto.

As inscrições para o Big Brother – A Revolução já terminaram e a TVI está a ultimar todos os pormenores para a estreia do programa, em setembro. À margem das gravações da novela nova novela do canal, Bem me QuerNuno Santos, diretor-geral da TVI, mostrou-se entusiasmado com mais este projeto e fala da escolha de Teresa Guilherme e do afastamento de Cláudio Ramos.

«Tivemos um excelente apresentador do Big Brother 2020 e temos uma magnifica apresentadora do Big Brother, a Revolução e é nisso que estamos concentrados», começou por dizer, não explicando, porém, a razão que levou à ‘troca’ de apresentador.

«Fizemos com muito bons resultados o BB2020 e vamos fazer com todo o cuidado e com toda a atenção o Big Brother, a Revolução para o qual escolhemos uma pessoa que tem provas dadas», afirmou, acrescentando ainda que Cláudio Ramos continua a ser «um ativo muito importante para a TVI» e que há projetos para ele.

«Ganhámos muito em surpreender com o apresentador, não sendo a Teresa, no regresso do Big Brother. E agora há um foco sobre o programa pelo facto de termos a Teresa de regresso. Acho que jogamos bem em cada um dos momentos», disse ainda.

Big Brother com 20 mil inscrições

Nuno Santos revelou também que o novo reality show teve cerca de «20 mil» inscritos, mais cinco mil do que o BB2020, que terminou a 2 de agosto. Em julho, a TVI tinha adiantado que «as inscrições para o Big Brother- A Revolução já ultrapassaram em dobro as que no mesmo período havia sido conquistado, numa clara demonstração da popularidade e vontade dos portugueses voltarem a aderir ao reality da TVI e de entrarem na casa do Big Brother».

Recorde-se que o primeiro Big Brother, em 2000, teve apenas 4 mil inscrições. Era um programa desconhecido dos espectadores, mas após a sua estreia, a curiosidade fez com que os portugueses aderissem em massa à segunda edição, que recebeu mais de 120 mil inscrições.

LEIA MAIS Concorrente do Big Brother ultrapassa Cristina Ferreira em número de seguidores

Texto: Ana Lúcia Sousa com Patrícia Correia Branco; Fotos: Reprodução Instagram

 

Impala Instagram


RELACIONADOS