António chora desalmadamente no confessionário e produção esconde imagens

No “Big Brother”, António Bravo teve um momento de fraqueza e chorou desalmadamente no confessionário. No entanto, os telespectadores não assistiram a estas imagens.

António chora desalmadamente no confessionário e produção esconde imagens

António chora desalmadamente no confessionário e produção esconde imagens

No “Big Brother”, António Bravo teve um momento de fraqueza e chorou desalmadamente no confessionário. No entanto, os telespectadores não assistiram a estas imagens.

O confessionário do “Big Brother” foi palco de um momento de fragilidade de António Bravo, mas os telespectadores não assistiram a estas imagens. Nem deverão assistir. Na madrugada de terça-feira, enquanto desempenhava a tarefa semanal com Bruno Almeida e Fábio Faísca, o concorrente admitiu que desabou em lágrimas a falar com o soberano, tendo-lhe pedido para não gravar esse momento.

A conversa partiu de Fábio Faísca. “Vocês já foram ao psicólogo? Eu fui pedir… Sinto-me super bem, mas vou fazer [consultas] semanalmente. Se não gostar, venho-me embora”, desabafou.

António Bravo contou aos colegas que já tivera consultas com um psicólogo colocado à disposição a todos os concorrentes pela produção do “Big Brother”. O participante do reality show da TVI explicou que, no seu caso, o fez para “ter alguém com quem falar fora” da casa mais vigiada do País, sabendo que essas imagens “não vão passar” para o público que acompanha o programa.

“Eu adoro falar com o ‘Big Brother’ – ele é mega inteligente e muito calmo -, só que eu sei que tudo o que eu lhe disser pode passar lá para fora”, justificou. Bruno Almeida interrompeu o colega: “Às vezes, ele diz quando não está a ser gravado.” E foi então que António Bravo revelou ter passado recentemente por um momento de vulnerabilidade no confessionário: “Uma vez, pedi-lhe: ‘Se der, pare de gravar’. E desatei a chorar.” Bruno Almeida ainda continuou a sua ideia, dizendo que naquele dia, quando foi àquela divisão da casa do “Big Brother”, a conversa com o soberano “não estava” a ser gravada. “Eu perguntei”, avançou. Nesse exato momento, a emissão do TVI Reality passou rapidamente para um dos quartos, onde todos os restantes concorrentes estavam já a dormir.

Por uma conversa posterior, percebeu-se que, aquando da mudança de câmaras, os três concorrentes foram advertidos, através de uma gravação com a voz do soberano, para as conversas impróprias que estavam a ter naquele momento.

Texto: Dúlio Silva; Fotos: reprodução redes sociais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS