Avó de Diogo Carmona reagiu às acusações de agressão «com taco de golfe» do neto

Foi nas plataformas sociais, esta segunda-feira, 27 de agosto, que Diogo Carmona, de 21 anos, fez várias acusações à família. Agora, a avó do ator reage

Avó de Diogo Carmona reagiu às acusações de agressão «com taco de golfe» do neto

Foi nas plataformas sociais, esta segunda-feira, 27 de agosto, que Diogo Carmona, de 21 anos, fez várias acusações à família. Agora, a avó do ator reage

Esta segunda-feira, dia 27 de agosto, Diogo Carmona acusou, não só a mãe, mas também os avós de o roubarem financeiramente. O ator, que foi um dos protagonistas da Floribella, afirmou que os «avós paternos […] tinham o plano de me deixar na miséria».

O site da Nova Gente entrou em contacto com a avó do ator, Regina Carmona que negou as acusações do neto.

RECORDE: Ator de Floribella acusa mãe de o ter roubado e avós de o agredirem com um «taco de golfe»

«Agradeço o contacto, mas não irei comentar uma vez que as declarações do meu neto não correspondem à verdade», disse-nos.

Apreensiva com a situação, Regina tornou a reforçar:  «Nada mais direi sobre o assunto».

O relato de Diogo Carmona

Foi no Instagram que Diogo Carmona fez o longo relato. «Aos 19 anos, quando descobri que a minha mãe me tinha roubado centenas de milhares de euros, entrei numa fase depressiva», começou por contar o ator do elenco de Floribella.

«A minha mãe aproveitou o facto de eu estar um pouco em baixo para me internar numa ala de psiquiatria como doente», continuou a contar. «Caso a pusesse em tribunal, ela ia alegar que eu era maluquinho e não tinha responsabilidade para gerir o dinheiro», pormenorizou.

Mas o antigo colega de Luciana Abreu não se fica por aqui e conta mais detalhes sobre a relação tensa que tem tido com a progenitora.

Segunda conta nos sites de redes sociais, toda a família confrontou a mãe sobre o alegado «assalto» às contas de Diogo.

«Quando confrontada pelo resto da família, disse que ainda restava dinheiro: mentira», detalhou o jovem.

Pelo que se percebe da publicação, e apesar de todas as polémicas, o artista continuou a viver com a progenitora que, passados uns tempos mais tarde o acusou de violência doméstica.

«Continuei a viver com a pessoa que pior me fora (fora o facto de me difamar a toda a genmte que conhecia e meter barbitúricos na minha comida sem qualquer prescrição médica. Há relativamente pouco tempo, depois de ter chamado a polícia várias vezes a nossa casa a alegar que eu lhe fazia violência doméstica», desabafou sem nunca apontar um aspeto positivo à conduta da mãe. «Conseguiu expulsar-me de casa, fiquei em casa de amigos e familiares e não se preocupou com a minha sobrevivência, deixou-me às mãos do destino e de amigos meus que não tinham maturidade para perceber a situação», explicou.

Acusações de rouba tocam à mãe e aos avós

«Estava de momento a morar em casa dos meus avós paternos (sendo que o meu pai nunca foi presente) e hoje, os meus avós mostraram que, tal como a minha mãe, tinham o plano de me deixar na miséria e provocaram, voluntariamente, uma briga comigo e agrediram-me com um taco de golfe, com o meu skate entre outros objetos, e ligaram para a polícia a dizer que eu é que tinha começado tudo», escreveu no Instagram.

LEIA MAIS: Jovem futebolista deixa estado de coma um ano depois

Fotos: Impala e reprodução Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS