Anna Westerlund sobre depressão: “Há medicamentos que têm como efeito secundário o suicídio”

Anna Westerlund, mulher de Pedro Lima, fala abertamente sobre depressão e saúde mental. Ceramista revela pormenores do estado de saúde do ator

Anna Westerlund sobre depressão:

Anna Westerlund sobre depressão: “Há medicamentos que têm como efeito secundário o suicídio”

Anna Westerlund, mulher de Pedro Lima, fala abertamente sobre depressão e saúde mental. Ceramista revela pormenores do estado de saúde do ator

Anna Westerlund, mulher de Pedro Lima, falou sobre a depressão que o ator sofria, antes de ter perdido a vida, a 20 de junho. O filho do ator e de Patrícia Piloto, João Francisco, associou-se a uma campanha para promover a importância da saúde mental e a ceramista aproveitou para falar do caso do marido.

“O João Lima juntou-se à @ivory.lisbon com o objetivo de ajudar a promover a importância da saúde mental. Tenho muito orgulho nos nossos filhos”, começou por escrever.

“Não existe saúde sem saúde mental. Cerca de 800 mil pessoas morrem de suicídio a cada ano, sendo essa a segunda principal causa de morte em pessoas com idade entre 15 e 29 anos”, escreveu, acrescentando que este “momento que vivemos torna urgente falar-se de saúde mental e sem tabus sobre depressão.”

Anna Westerlund recordou a fase complicada que Pedro Lima vivia antes de morrer. “O Pedro estava a ser seguido por um psicólogo e um psiquiatra em consultas on-line. Tinha uma vontade enorme de se tratar. Há medicamentos que têm como possível efeito secundário o suicidio. Se o diz, é porque em algumas pessoas causará esse efeito. Isto é um facto não é uma especulação”, afirmou.

“A depressão tem várias formas de existir, pode ser mais ou menos “fulminante”, mais ou menos visível aos olhos dos outros, pode ser mais ou menos silenciosa”, escreveu, acrescentando ainda: “É importante falar de certas doenças sem associar estigmas. É importante percebermos que quem tem SIDA não é promíscuo, que quem tem diabetes não são os gulosos e que quem tem uma depressão não está na falência”.

“Perceber que todos sem excepção estamos susceptíveis de um momento para o outro de ultrapassarmos o nosso limite, porque ninguém sabe qual é o seu gatilho. A depressão é a principal causa de incapacidade em todo o mundo. Para quem está do lado de fora por vezes não consegue perceber, para quem sente por dentro por vezes é difícil de explicar. O que falta é falar sobre isto. Sem tabus”, terminou.

João Francisco dá a cara por campanha sobre saúde mental

João Francisco, o filho mais velho de Pedro Lima, com 19 anos, também revelou esta campanha para promover a importância da saúde mental.

“Não estás sozinho. Hoje ligo-me à @ivory.lisbon com o objetivo de ajudar a promover a importância da saúde mental. Esta linha tem como objetivo a sensibilizaçao do tema e a quebra do estigma”, lê-se na legenda de uma foto onde surge na praia, com uma prancha de surf nas mãos, desporto que Pedro Lima também praticava.

Recentemente, o jovem fez uma tatuagem em homenagem ao pai. O jovem escolheu uma fotografia bem conhecida do pai, onde este surge a correr na praia, com uma prancha de surf, e desenhou-a debaixo do braço.

“Para que possamos continuar a correr juntos para o mar”, escreveu. João ainda agradeceu ao autor do trabalho por este ter “conseguido tão bem representar o poder” do registo fotográfico.

Além de João, fruto do antigo relacionamento com Patrícia Piloto, Pedro Lima, teve mais quatro filhos – Emma, com 15 anos, Mia, de 12, Max, de nove, e Clara, com três, fruto da relação com a ceramista Anna Westerlund.

Texto: Joana Dantas Rebelo, Fotos: Reprodução redes sociais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS