«A sociedade exigia-me que desse um filho ao Marco», diz Vanessa Martins

Vanessa Martins recorda a dura pressão que sentiu para engravidar do pasteleiro. “Já não aguentava mais a sociedade a exigir que desse um filho ao Marco”, confessou a Manuel Luís Goucha.

«A sociedade exigia-me que desse um filho ao Marco», diz Vanessa Martins

Vanessa Martins recorda a dura pressão que sentiu para engravidar do pasteleiro. “Já não aguentava mais a sociedade a exigir que desse um filho ao Marco”, confessou a Manuel Luís Goucha.

Vanessa Martins marcou presença no vespertino da TVI e em conversa com Manuel Luís Goucha, a empresária não escondeu a pressão que sentiu para ser mãe durante a relação que manteve com Marco Costa, dificultada pela doença que foi lhe diagnosticada: a endometriose.

“Durante imenso tempo andava a fazer tratamentos para engravidar e nunca na vida iria conseguir, porque tinha endometriose”, começa por recordar Vanessa Martins no programa “Goucha”, descrevendo a doença como “silenciosa” e que “de vez em quando aparece” sob a forma de dores abdominais “terríveis”. A influenciadora digital, recorde-se, foi operada há um ano e partilhou recentemente, nas redes sociais, que voltou a sentir os sintomas da doença.

Até o diagnóstico chegar, Vanessa Martins admitiu que tinha “a necessidade de mentir” para ocultar a sua dificuldade de engravidar. Não tinha de estar a contar a toda a gente que sofria de infertilidade e que andávamos a tentar com tratamentos. É muito invasivo […], porque tem que ver com a sexualidade da pessoa”, acrescentou, garantindo que as perguntas “vinham sempre de mulheres“.

A ex-atriz, de 34 anos, decidiu assumir publicamente a doença devido à pressão que sentia para ter um filho com Marco Costa. “Vou confessar que partilhei que tinha endometriose porque já não aguentava mais a sociedade a exigir que eu desse um filho ao Marco”, admitiu. Porém, ao revelar publicamente a doença que padecia, tomou conhecimento de outras mulheres com o mesmo caso. “De repente quase todas as mulheres têm endometriose. Afinal estou mais apoiada do que aquilo que pensava”, disse.

Ser mãe nunca foi um sonho para Vanessa Martins

Questionada sobre alguma vez tinha sentido o apelo da maternidade, Vanessa Martins assume que nunca foi “um sonho”, mas foi algo que foi crescendo com o desejo do ex-marido em ser pai. “Esse sonho também foi muito passado do Marco para mim, da vontade que ele tinha de ser pai“, um desejo, aliás, que espera que o pasteleiro realize no tempo desejado. “Tenho a certeza que ele vai ser o mais cedo possível, por isso tenho a certeza que ele vai seguir com a vida dele muito rapidamente e espero bem que sim”, conta.

Agora separada, o desejo da maternidade “voltou a ficar mais tranquilo”, porém não exclui a possibilidade de ser mãe no futuro. “Esse sonho foi crescendo com ele e agora voltou a ficar mais tranquilo, porque acho que não é uma coisa que tem de acontecer forçada. Vou fazer agora 35 anos. Sei que vou ser mãe de uma maneira ou de outra. Não sei como vai ser, se é por adoção, se por in vitro, de uma forma natural ou se vou ser só de um cão, mas mãe vou ser de certeza absoluta”, garante.

«Estamos a tentar ser amigos», diz Vanessa Martins sobre Marco Costa

Separados desde agosto do ano passado, Vanessa Martins e Marco Costa têm estado paulatinamente a construir um nova relação. A digital influencer faz questão de não “romantizar” a situação. “Estamos a tentar ser amigos. Não vale a pena romantizar tudo, porque toda a gente passa por fases. Estamos nesta fase de adaptação de ser ‘ex’. Já não somos marido e mulher. Somos ex-marido e ex-mulher”, afiançou, assegurando, porém, que têm “uma coisa em comum” que os une para “sempre”, o cão Sadik.

Findados os seis anos de vida a dois, Vanessa Martins não encara o fim do mediático relacionamento como um fracasso. “Considero que foi bom enquanto durou e agora temos de seguir as nossas vida”. “Fracasso para mim seria continuar uma coisa que não faria mais sentido”, argumenta, garantindo que tão pouco foi uma perda. “Foi sempre um ganho. Nunca me tinha casado. Nem eu nem ele. Não correu como nós gostaríamos ou como a sociedade diz que tem de correr, que é juntos para sempre. Acho que o juntos para sempre é enquanto estivermos bem. Quando já não fizer sentido cada um segue com a sua vida.”

Como escreve a Nova Gente, a empresária garante, contudo, que foram muitas as aprendizagens retiradas deste casamento. “Vínhamos de mundos completamente diferentes, então aprendemos imenso um com o outro. Fomos felizes durante o tempo em que estivemos juntos e terminámos quando já não éramos mais felizes”, refere.

Texto: Alexandre Oliveira Vaz; Fotos: Redes Sociais

LEIA MAIS
Covid-19: Direção de Informação da TVI em casa em isolamento profilático

Impala Instagram


RELACIONADOS