«A maternidade é cheia de cor, mas nem sempre são cores alegres»

«A maternidade é cheia de cor, mas nem sempre são cores alegres»

Antes de ser mãe, as pessoas falavam-me da maternidade como sendo uma coisa maravilhosa e cheia de cor.

Antes de ser mãe, as pessoas falavam-me da maternidade como sendo uma coisa maravilhosa e cheia de cor.

O que se esqueceram de me contar é que a maternidade é cheia de cor, mas nem sempre são cores alegres. Há muitos dias em que o céu nublado faz parte da nossa realidade e que nem o sol se lembra de espreitar para nos dar um pouco de luz.

Não me disseram que havia momentos em que me iria sentir sozinha, em que iria chorar no banho (quando havia tempo para tomar), que iria desejar que ninguém me ligasse, que ninguém nos visitasse, que ninguém perguntasse pelo bebé… sim, porque a partir do momento em que somos mães, deixamos de existir para o Mundo e só o bebé é importante.

Saiba mais sobre este testemunho na CRESCER.

 

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS