A Máscara. As regras que os famosos são obrigados a cumprir

No programa “A Máscara”, todos os concorrentes famosos têm de seguir certas medidas de segurança para manterem a sua identidade em segredo.

A Máscara. As regras que os famosos são obrigados a cumprir

A Máscara. As regras que os famosos são obrigados a cumprir

No programa “A Máscara”, todos os concorrentes famosos têm de seguir certas medidas de segurança para manterem a sua identidade em segredo.

Os concorrentes de “A Máscara” foram obrigados a cumprir várias regras para manter a sua identidade em segredo. Durante as gravações do programa da SIC, que decorreu no verão, os famosos disfarçados enfrentaram várias proibições e contamos-lhe como tudo se passou dentro e fora dos bastidores.

As celebridades que se escondem por detrás dos disfarces não puderam contar a ninguém que participavam no formato. “Nos dias de gravações, um elemento da produção ia buscar os famosos, um por um, logo de manhã. Eles entravam na carrinha vestidos normalmente e vestiam logo umas máscaras pretas. Já chegavam assim ao estúdio para que ninguém percebesse quem eram”, conta uma fonte ao nosso site.

As celebridades que se escondem por detrás dos disfarces não puderam contar a ninguém que participavam no formato. “Nos dias de gravações, um elemento da produção ia buscar os famosos, um por um, logo de manhã. Eles entravam na carrinha vestidos normalmente e vestiam logo umas máscaras pretas. Já chegavam assim ao estúdio para que ninguém percebesse quem eram”, conta uma fonte ao nosso site.

“Nos vários dias de gravações, iam sempre buscá-los a sítios diferentes e só os avisavam onde uma ou duas horas antes”, revela a mesma fonte, acrescentando ainda como tudo se passava nos estúdios da Valentim de Carvalho, em Paço de Arcos, onde o formato foi gravado.

Fechados no camarim

Dentro dos estúdios de “A Máscara”, as regras continuavam a ser rigorosas. “Cada concorrente passava o dia fechado no camarim que lhe foi destinado e só podia sair para is buscar comida, ir à casa de banho ou ensaiar. Sempre que saíam, não podiam levar o telemóvel com eles e não podiam falar com ninguém”, diz a mesma fonte, sublinhando ainda: “Mesmo nos camarins, eles quase não podiam falar e, sempre que o faziam, era muito baixinho, porque os camarins eram ao lado uns dos outros e podia ouvir-se as vozes”.

Segundo a NOVA GENTE sabe também, as pessoas da produção que sabiam quem eram os concorrentes eram muito poucas: “Três pessoas do guarda-roupa e a pessoa que os ia buscar. Todos os outros membros da equipa não sabia a identidade deles, a não ser obviamente alguém da direção”.

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Divulgação SIC

 

Impala Instagram


RELACIONADOS