Letícia Almeida fala sobre guarda da filha, violação e relacionamento:

Letícia Almeida fala sobre guarda da filha, violação e relacionamento: “Era abusivo”

“Estou muito aliviada. Até a guarda definida ela estará sempre comigo. Era necessário. O pai tem o direito de visita”, contou Letícia, atriz da novela “Meu Pedacinho de Chão”, ao UOL.

Letícia Almeida diz estar aliviada com a decisão da Justiça de lhe garantir a guarda unilateral da sua filha, Maria Madalena, de nove meses, registada pelo ex-namorado Saulo Pôncio. A menina, segundo a mãe, é filha biológica do cantor Jonathan Couto , cunhado de Saulo. Ela acusa-o de violação.

“Estou muito aliviada. Até a guarda definida ela estará sempre comigo. Era necessário. O pai tem o direito de visita”, contou Letícia, atriz da novela “Meu Pedacinho de Chão”, ao UOL.

A atriz revelou em agosto, nas redes sociais, que o verdadeiro pai de sua filha era Jonathan, o cunhado. Em setembro, disse que a relação sexual em que a menina foi concebida tinha sido uma violação.

” A guarda unilateral ficou com a Letícia devida a toda a confusão e histórico de agressão no condomínio quando ela foi buscar a caderneta de vacinação da menina”, disse Camila Cota, advogada do Escritório Francisco Ortigão, que representa a jovem.

Letícia também entrou com um processo para que o registo da filha passe para o nome do músico. Um exame de ADN já confirmou a paternidade.

“Minha filha tem que saber a verdade e a verdade é que o pai biológico é ele e quero que isso seja resolvido. Não tem como eu privar [o pai] de ter acesso à filha, seria leviana. É direito dela e vai ser feito”, disse.

“O pai biológico nunca procurou, nem ofereceu ajuda. Nada até hoje, nem os advogados”, afirmou Camila.

Após revelar a verdadeira paternidade da filha, a atriz diz ter sido ofendida nas redes sociais.

“É muito triste ver a quantidade de mulheres atacarem, julgarem e ofenderem sendo que nesse momento em que vivemos deveríamos estar unidas”, disse a advogada.

Revelar a paternidade da filha foi uma decisão que Letícia diz ter tomado após se sentir ameaçada pelo pai de Saulo, o pastor da Igreja Pentecostal Anabatista Márcio Matos. Queriam tirar-lhe a guarda da filha, alega.

A noite da violação

A advogada disse que a violação o ocorreu quando Letícia estava alcoolizada.  O músico passa agora a ter direito a visitar a criança sob a supervisão de um adulto responsável, elegido por Letícia.

Com 22 anos, Letícia conheceu Saulo aos 16 anos e diz que não imaginava estar num relacionamento abusivo. Disse ainda que não contou logo o que havia acontecido porque acreditava ser ela a culpada.

LEIA MAIS: Sarah Poncio chora e fala sobre a traição do marido com atriz

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Letícia Almeida fala sobre guarda da filha, violação e relacionamento: “Era abusivo”

“Estou muito aliviada. Até a guarda definida ela estará sempre comigo. Era necessário. O pai tem o direito de visita”, contou Letícia, atriz da novela “Meu Pedacinho de Chão”, ao UOL.