Michelle Obama desenvolve depressão devido à quarentena

Michelle Obama surpreendeu tudo e todos ao afirmar que sofre de uma «depressão leve» devido à quarentena imposta pela covid-19.

Michelle Obama desenvolve depressão devido à quarentena

Michelle Obama desenvolve depressão devido à quarentena

Michelle Obama surpreendeu tudo e todos ao afirmar que sofre de uma «depressão leve» devido à quarentena imposta pela covid-19.

Michelle Obama, considerada uma mulher forte e determinada, surpreendeu tudo e todos ao afirmar que sofre de uma «depressão leve» devido à quarentena imposta pela covid-19 nos últimos meses.

«Estes não são tempos satisfatórios espiritualmente.» As declarações da ex-primeira dama dos Estados Unidos foram feitas no seu podcast, publicado no Spotify esta quarta-feira (5), no qual também adianta que o movimento Black Lives Matter e a «hipocrisia» do governo de Donald Trump, contribuíram igualmente para agravar o seu estado de saúde mental.

Na conversa com a jornalista e amiga Michele Norris, a mulher de Barack Obama conta que está com distúrbios no sono e acorda a meio da noite porque alguma coisa a preocupa ou sente um peso. Durante o período de isolamento, a advogada, de 56 anos, confessar ter passado por momentos muito tristes. «Passei por altos e baixos emocionais, que acho que toda gente sente. Tive semanas em que me entreguei a isso e tentei não ser tão dura comigo.»

Importância do exercício físico

Para combater este estado de angústia e tristeza, Michelle tenta praticar exercício físico e manter uma rotina diária, tal como aconteceu na altura em que o marido era Presidente dos Estados Unidos. «Aprendemos na Casa Branca que, para permanecermos sãos e conseguirmos ser as mesmas pessoas de sempre, tínhamos de ter uma agenda e uma rotina», desabafa a antiga primeira dama dos EUA.

Texto: Carla S. Rodrigues; Fotos: Reprodução Instagram

 

Impala Instagram


RELACIONADOS