Bolsonaro culpa Leonardo DiCaprio pelos fogos na Amazónia e ator responde

Bolsonaro afirmou que o ator está a dar dinheiro «a organizações não-governamentais que ateiam fogos» na floresta. DiCaprio já respondeu.

Bolsonaro culpa Leonardo DiCaprio pelos fogos na Amazónia e ator responde

Bolsonaro culpa Leonardo DiCaprio pelos fogos na Amazónia e ator responde

Bolsonaro afirmou que o ator está a dar dinheiro «a organizações não-governamentais que ateiam fogos» na floresta. DiCaprio já respondeu.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, acusa Leonardo DiCaprio de ser o responsável pelos incêndios que estão a devastar a Amazónia. Bolsonaro afirmou que o ator está a dar dinheiro «a organizações não-governamentais que ateiam fogos»  na floresta. DiCaprio já respondeu.

LEIA DEPOIS

Previsão do tempo para esta segunda-feira, 2 de dezembro

«Nós não financiámos as organizações em questão», defende-se Leonardo DiCaprio

«Nesta altura de crise para a Amazónia, apoio o povo do Brasil que trabalha para salvar as suas heranças natural e cultural. São um exemplo impressionante, comovente e de humildade do compromisso e paixão necessários para salvar o ambiente. O futuro destes ecossistemas insubstituíveis encontra-se em risco e tenho orgulho de apoiar os grupos que os protegem. Apesar de merecerem apoio, nós não financiámos as organizações em questão. Mantenho-me firme no apoio às comunidades indígenas brasileiras, aos governos locais, cientistas, educadores e público geral que trabalham sem parar para assegurar a Amazónia pelo futuro de todos os brasileiros», escreveu Leonardo DiCaprio no Instagram.

Acusação de Bolsonaro surge após a detenção de 4 bombeiros

Jair Bolsonaro teceu críticas ao ator durante uma conferência de imprensa esta sexta-feira, 29 de novembro. Acusou-o de ajudar monetariamente organizações não-governamentais responsáveis pelos incêndio na Amazónia, mas não tinha qualquer documento que comprovasse esse financiamento.

«Agora, o Leonardo DiCaprio é um cara legal, não é? Dando dinheiro para tacar fogo na Amazónia», disse.

Até à data, não há documentos que comprovem o envolvimento dos alegados suspeitos nos incêndios

As declarações do presidente do Brasil surgem após a detenção de quatro bombeiros ligados ao Instituto Aquífero Alter do Chão, do Pará. A acusação teve por base chamadas telefónicas, que até ao momento não indicam qualquer envolvimento dos indivíduos nos incêndios.

O Ministério Público Federal pediu acesso aos autos do inquérito e sublinha que «nenhum elemento apontava para a participação de brigadistas ou organizações da sociedade civil» nos incêndios na Amazónia, segundo o El País Brasil.

Texto: Jéssica dos Santos

LEIA MAIS

Homem dispara tiros contra entrada de discoteca na Figueira da Foz

Impala Instagram


RELACIONADOS