Jair Bolsonaro acusado de agredir a mulher

Jair Bolsonaro, de 67 anos, está a ser acusado de bater na primeira-dama, Michelle, de 40. Revelações são de Julian Lemos, deputado federal brasileiro.

Jair Bolsonaro acusado de agredir a mulher

Jair Bolsonaro acusado de agredir a mulher

Jair Bolsonaro, de 67 anos, está a ser acusado de bater na primeira-dama, Michelle, de 40. Revelações são de Julian Lemos, deputado federal brasileiro.

Jair Bolsonaro, de 67 anos, está a ser acusado de violência doméstica. O deputado federal brasileiro Julian Lemos e ex-aliado de Bolsonaro, afirmou durante um podcast que o ainda Presidente do Brasil bate na primeira-dama, Michelle, de 40. Em declarações ao ‘Arretado’, Julian assegurou que o casamento não passa de uma “fachada”. “Ela não aguenta nem vê-lo”, disse Julian Lemos. O político referiu-se a um episódio específico, durante umas férias do casal, em 2019, quando Bolsonaro viu a mulher com implantes de silicone. “Deu-lhe umas bofetadas”.

Leia depois
Ex-namorado da princesa Stéphanie do Mónaco assassinado durante assalto (… continue a ler aqui)

Julian Lemos acrescenta que, mais recentemente, quando Jair Bolsonaro perdeu as eleições para Lula da Silva, também houve agressões e que, por esse motivo, Michelle não apareceu no discurso. “Ela não estava porque estava toda marcada”. Apesar das acusações, que estão a ‘incendiar’ a imprensa brasileira, o próprio Julian Lemos já tinha sido formalmente acusado de ter agredido a mulher entre 2013 e 2016. Michelle deu que falar na tomada de posse de Jair Bolsonaro, em 2019, com um vestido justo e elegante. Veja tudo aqui.

Jornalista da SIC agredido por Jair Bolsonaro

No ano passado, Leonardo Monteiro, jornalista da SIC ao serviço da televisão brasileira Globo, foi agredido por um segurança de Jair Bolsonaro junto à embaixada do Brasil em Roma, Itália. Enquanto Jair Bolsonaro falava com os apoiantes, os jornalistas tentavam fazer perguntas ao presidente do Brasil. Foi aí que Leonardo Monteiro, ao tentar colocar uma questão, levou um murro na zona do estômago por um dos homens que acompanhava Bolsonaro.

O jornalista explicou o que aconteceu. “Fiquei pela primeira vez junto ao presidente, já sendo muito empurrado por um segurança brasileiro dele. Fiz a primeira pergunta: ‘Presidente, porque não foi ao evento de manhã, hoje do G20?’ Ele identificou que eu trabalhava para a TV Globo, fez uma ironia, disse que eu devia ter vergonha, e nesse primeiro momento já houve uma turbulência muito grande da parte dos seguranças”, diz.

Texto: Vânia Nunes; Fotos: Reuters

Impala Instagram


RELACIONADOS