Eurovisão 2018: Saiba a razão pela qual Austrália e Israel são concorrentes do festival

Os representantes dos dois países já atuaram no Altice Arena.

Depois da primeira semifinal da Eurovisão, que aconteceu esta terça-feira na Altice Arena, em Lisboa, foram muitos os seguidores do festival que questionaram nas plataformas sociais a presença de países fora do continente europeu. Em questão estão as participações de Israel e da Austrália no concurso.

LEIA MAIS: Eurovisão 2018: Homem detido com faca junto ao Altice Arena

A Austrália, por si só considerada um continente, é participante do espetáculo desde 2015 por convite União Europeia de Radiodifusão, a organizadora do evento desde o seu nascimento. E a razão desta inclusão é simples.

O país da Oceânia foi convidado a participar na Eurovisão com base no facto do público australiano ser um grande apreciador do certame europeu, sendo transmitido há vários anos pela cadeia televisiva SBS.

Aquando da sua estreia, o artista que a representou a ex-colónia britânica, Guy Sebastian, conseguiu ficar nos cinco primeiros lugares no festival, assegurando à Austrália a presença definitiva e anual naquele que é considerado o maior evento de música popular do velho continente.

E se a participação do país de Kylie Minogue origina estranheza aos seguidores, a presença de Israel não lhe fica atrás.

A explicação para a presença desta nação do Médio Oriente no Festival Eurovisão da Canção prende-se porque as televisões israelitas fazem parte da União Europeia de Radiodifusão e, por isso mesmo, por uma questão de cortesia, Israel é chamado a concorrer como se de um país europeu se tratasse.

LEIA TAMBÉM: Eurovisão 2018: Favorita à vitória revela que sofreu bullying

O que é a União Europeia de Radiodifusão?

A União Europeia de Radiodifusão é um órgão independente da União Europeia.

Esta organização foi fundada no Reino Unido a 12 de Fevereiro de 1950 por 23 estruturas de radiofusão da Europa e do Norte de África.

Atualmente, a União Europeia de Radiodifusão tem 74 membros ativos em 54 países da Europa, África do Norte e Médio Oriente. A estes juntam-se 44 membros associados em 25 países do mundo.

A maioria dos membros desta União são serviços públicos de rádio e televisão nos seus países. Por isso mesmo, a RTP é a única estação de televisão portuguesa pertencente à estrutura internacional.

A União Europeia de Radiodifusão é reconhecida por ser a principal promotora do Festival Eurovisão da Canção.

VEJA AINDA: Eurovisão 2018 Mais uma queda no festival! (Vídeo)

Fotos: Reuters e Reprodução de Instagram

 


RELACIONADOS

Eurovisão 2018: Saiba a razão pela qual Austrália e Israel são concorrentes do festival

Os representantes dos dois países já atuaram no Altice Arena.