Homem que fotografou Maradona no caixão ameaçado de morte

Claudio Hernandez, responsável pela cerimónia fúnebre de Diego Maradona, fotografou-se ao lado do caixão do craque argentino e tem recebido várias ameaças de morte desde então.

Homem que fotografou Maradona no caixão ameaçado de morte

Homem que fotografou Maradona no caixão ameaçado de morte

Claudio Hernandez, responsável pela cerimónia fúnebre de Diego Maradona, fotografou-se ao lado do caixão do craque argentino e tem recebido várias ameaças de morte desde então.

Claudio Hernandez, responsável pela cerimónia fúnebre de Diego Maradona, fotografou-se ao lado do caixão do craque argentino e tem recebido várias ameaças de morte desde então.

Em declarações à Radio Diez, o funcionário da agência fúnebre pediu perdão por ter tirado a selfie onde o seu filho Ismael também aparece. “Foi algo instantâneo. Levantei a cabeça e o meu filho tirou a fotografia como qualquer jovem de 18 anos”, reagiu o responsável, embora a sua ação deu origem ao seu despedimento.

“Eles dizem que vão partir-nos as cabeças”, diz Hernandez

A verdade é que esse instante valeu-lhe o trabalho e a falta de paz. A família tem sido vítima de ameças de morte de várias pessoas que vivem no bairro El Paternal. “Eles conhecem-me. Eu sou do bairro. Eles dizem que vão matar-nos, partir-nos as cabeças”, revelou assustado.

O homem contou que conhece a família de Diego Maradona e que jamais quis desrespeitar pelo futebolista nem os seus entes queridos.

“Vou pessoalmente tratar de encontrar a escumalha que tirou estas fotografias”, diz advogado de Maradona

Também Matias Morla, advogado de um dos melhores jogadores de futebol de todos os tempos, já reagiu à imagem que circula pela internet. “Vou pessoalmente tratar de encontrar a escumalha que tirou estas fotografias”, escreveu no Twitter

De realçar que depois da morte de “Dieguito” várias têm sido as homenagens feitas a um dos “deuses do futebol”.

Texto: Andreia Costinha de Miranda; Fotos: Reprodução

 

Impala Instagram


RELACIONADOS