Bronca nos Óscares De quem é a culpa?

Warren Beatty e Faye Dunaway anunciaram erradamente que La la Land tinha vencido a categoria de Melhor Filme, em vez de Moonlight. Mas, afinal, o que é que aconteceu? Saiba mais sobre a bronca que vai ficar na história dos Óscares.

Bronca nos Óscares De quem é a culpa?

Warren Beatty e Faye Dunaway anunciaram erradamente que La la Land tinha vencido a categoria de Melhor Filme, em vez de Moonlight. Mas, afinal, o que é que aconteceu? Saiba mais sobre a bronca que vai ficar na história dos Óscares.

A 89ª edição dos Óscares ficou marcada pelo erro do anúncio do vencedor para Melhor Filme. O cast de La la Land chegou a subir ao palco, trocar abraços e Damien Chazelle, realizador do filme, chegou mesmo a começar o seu discurso de agradecimento, até que se ouviu um dos produtores do próprio musical, Jordan Horowitz  dizer: “Houve um erro. Moonlight é que ganhou Melhor Filme. Isto não é uma brincadeira.”

O palco da cerimónia tornou-se num caos, acabando com o realizador de La la Land a entregar a estatueta do Óscar ao realizador de Moonlight, Barry Jenkins.

Depois deste momento ter sido arrasado nas redes sociais, o que toda a gente quer agora saber é o que é que aconteceu ou quem é que trocou os envelopes do nome do vencedor.

 

“Oh meu deus! Oh meu deus! Oh meu deus! Eles leram o envelope errado!”

Segundo a Vanity Fair, foi um dos elementos da equipa técnica que percebeu primeiramente o erro da troca dos filmes. O técnico terá sussurrado “Oh meu deus! Oh meu deus! Oh meu deus! Eles leram o envelope errado!” para equipa nos bastidores, já estava a equipa e os actores do La la Land a subir para o palco, para a entrega do último prémio da noite.

Três horas após o incidente, a empresa encarregue pela contagem de votos nos Óscares, Price Waterhouse Coopers, emitiu um pedido de desculpas público que foi difundido pela Academia dos Óscares:

“Pedimos sinceras desculpas a Moonlight, La la Land, Warren Beatty, Faye Dunaway e a todos os espectadores dos Óscares pelo o erro que ocorreu durante o anuncio do vencedor de Melhor Filme. Os apresentadores receberam o envelope da categoria errada  e quando percebemos, foi corrigido imediatamente. Estamos neste momento a investigar como é que isto possa ter acontecido e estamos profundamente arrependidos que tenha ocorrido. Agradecemos a elegância que os nomeados, a Academia e Jimmy Kimmel trataram a situação”

O Daily Mail avançou que apenas duas pessoas é que sabiam a lista de vencedores antes do resto do mundo: Martha Ruiz, consultora fiscal da Price Waterhouse Coopers, e Brian Cullinan, Presidente do quadro e contabilista da mesma empresa.

Numa entrevista ao Huffington Post, dias antes da cerimónia, ambos os elementos da Price Waterhouse Coopers confessaram que não saberiam bem o que fazer se alguém se enganasse no nome de um nomeado, visto que este tipo de incidentes, nunca tinha acontecido em nenhuma cerimónia dos Óscares nos últimos 88 anos.

Imediatamente após o erro histórico, era visível o desagrado com a situação na expressão do actor que apresentou o prémio, Warren Beatty. Mal saiu do palco o director da equipa técnica, Gary Natoli veio directamente ter com Beatty e disse-lhe: “A equipa de segurança precisa imediatamente desses envelopes Sr. Beatty” ao que o actor respondeu “Eu irei ficar com eles para os dar a Barry Jenkins num momento adequado”.

Contudo, durante o telecast, Beatty voltou ao palco para explicar que leu por engano um dos dois envelopes que tinha e que erradamente leu o que anunciava que Emma Stone era a vencedora de Melhor Actriz com o La la Land. A verdade é que a empresa de contagem de votos, Pricewaterhouse Coopers, imprime sempre dois envelopes por categoria por questões de segurança.

 

O que é que os famosos confessaram

Depois da cerimónia, Barry Jenkins afirmou que não lhe tinha sido dada “nenhuma explicação” para o sucedido. “As coisas acontecem. Eu vou dizer, eu vi dois envelopes. Eu queria ver o envelope, mas o Warren recusou-se em mostrar o cartão a quem quer que fosse antes de o mostrar-me a mim. E foi assim que ele fez. Ele subiu as escadas, chegou ao pé de mim e mostrou-me o cartão. Toda a gente estava a perguntar: «posso ver?» e ele só dizia «não, o Barry Jenkins tem de ver o cartão, eu preciso que ele saiba».

Barry Jenkins confessou igualmente que esta preocupação e gesto de Warren Beatty fez com que se senti-se “melhor com o que aconteceu”.

Segundo a People, Emma Stone, garantiu à após a cerimónia que achava “que toda a gente ainda se encontrava num estado de confusão. Entusiasmo mas confusão”.

 

Fotos: Reuters

 

Confira também: 

 

 

 

Veja mais aqui! www.vip.pt

Impala Instagram


RELACIONADOS