António Fagundes despedido da TV Globo ao fim de mais de 40 anos

Antônio Fagundes foi despedido da TV Globo ao final de mais de 40 anos. O ator junta-se, assim, a um leque de veteranos dispensados nos últimos meses.

António Fagundes despedido da TV Globo ao fim de mais de 40 anos

António Fagundes despedido da TV Globo ao fim de mais de 40 anos

Antônio Fagundes foi despedido da TV Globo ao final de mais de 40 anos. O ator junta-se, assim, a um leque de veteranos dispensados nos últimos meses.

Antônio Fagundes é o mais recente ator a ser despedido pela TV Globo. Ao fim de 44 anos, a emissora brasileira terminou o seu vínculo de exclusividade com o veterano, de 71, enviando um comunicado para as redações. «A Globo está a adotar novas dinâmicas de relação com os seus talentos. Assim, o contrato com o Fagundes foi encerrado», afirmaram, não descartando a hipótese de Antônio Fagundes vir a ser contratado esporadicamente no futuro para fazer determinados papéis, em novelas e séries do canal.

O ator que se estreou na TV Globo em 1976, na novela Saramandaia, deu vida ao longo das últimas décadas a várias personagens que ficaram na memória dos portugueses, nomeadamente, o Coronel José Inocêncio, em Renascer (1993); Bruno Mezenga, em O Rei do Gado (1996) ou, mais recentemente, como César Khoury, em Amor à Vida (2013).

Outras saídas no último ano

Além de Fagundes, outros grandes nomes que fizeram parte da história da TV Globo foram dispensados pela emissora. Foi o caso de Vera Fischer, em junho deste ano. A atriz – protagonista de várias novelas do canal – foi demitida após 43 anos de trabalho.

Também na mesma altura, Miguel Falabella e José de Abreu, que contavam com décadas de trabalho na TV Globo viram os seus contratos de exclusividade terminados.

Mais recentemente, no início de setembro, Tarcísio Meira e Glória Menezes, que formam um dos casais mais conhecidos das novelas brasileiras e na vida real, foram dispensados da emissora brasileira, que não renovou o contrato com ambos. O casal estreou-se na TV Globo em 1967, com a novela Sangue e Areia e foram presença constante no canal, em tramas diferentes ou mesmo na mesma trama, como aconteceu em Páginas da Vida (2006).

Texto: Levi Filipe Marques; Fotos: Impala e Agnews

 

Impala Instagram


RELACIONADOS