Tudo sobre o acidente mortal que envolve Alec Baldwin

Alec Baldwin matou acidentalmente a diretora de fotografia Halyna Hutchins durante as gravações do filme “Rust”, no Novo México, e já foram revelados pormenores de como tudo terá acontecido

Tudo sobre o acidente mortal que envolve Alec Baldwin

Tudo sobre o acidente mortal que envolve Alec Baldwin

Alec Baldwin matou acidentalmente a diretora de fotografia Halyna Hutchins durante as gravações do filme “Rust”, no Novo México, e já foram revelados pormenores de como tudo terá acontecido

Alec Baldwin matou acidentalmente a diretora de fotografia Halyna Hutchins durante as gravações do filme “Rust”, no Novo México, e já foram revelados pormenores de como tudo terá acontecido. O incidente ocorreu na passada quinta-feira, 21 de outubro, quando o ator disparou uma arma que, ao contrário do que era suposto, continha balas verdadeiras.

De acordo com a imprensa internacional, a investigação ao caso decorre a todo o vapor e Joel Souza, que também ficou ferido, já foi interrogado. O jornal britânico The Sun, revela partes do depoimento do realizador, que contou que Alec Baldwin estava a ensaiar a cena numa igreja e que o trágico acidente aconteceu após uma pausa para o almoço. O momento não foi filmado. O ator terá apontado a arma para a câmara e, quando disparou, atingiu Halyna Hutchins.

O realizador contou ainda às autoridades que estaria por detrás da vítima e que ouviu algo que “soou como um chicote e depois um estalo forte”. Após ser atingida, Halyna ainda se “queixou de dores e colocou a mão na barriga”. Joel ficou a sangrar do ombro, pois também foi atingido, e contou que o óbito da colega foi declarado algumas horas depois no hospital. O cineasta, por sua vez, foi assistido na mesma unidade de saúde, mas recebeu alta pouco depois.

Polícia investiga segurança da arma

A polícia de Santa Fé, onde se situa o rancho onde estavam a decorrer as filmagens de “Rust”, executou um mandado de busca e apreensão das armas usadas. O assistente de realização Dave Halls, a pessoa que entregou a arma a Alec Baldwin, bem como o especialista em armas da produção, Hannah Gutierrez-Reed, também já foram interrogados.

Ainda de acordo com o depoimento de Joel Souza, todas as armas usadas nas filmagens passam por um processo de verificação de segurança. Primeiro, Hanna Gutierrez-Reed verifica as armas e, de seguida, passam por Dave Halls. Segundo algumas notícias divulgadas nos últimos dias na imprensa internacional, este último já teve problemas noutros projetos cinematográficos por não ser rigoroso com todas as medidas de segurança. Maggie Goll, que trabalhou com ele na série “Into the Dark”, revelou que este “não mantinha um ambiente de trabalho seguro”.

O realizador de “Rust” contou também no seu depoimento que não tem a certeza se a segurança da arma foi verificada novamente após a pausa para o almoço. Porém, segundo o jornal “New York Post”, Joel Souza ouviu a frase “arma fria” – uma expressão que significa que a pistola estaria segura para atirar e sem munições – enquanto preparava a cena. Já Alec Baldwin disse à polícia que não sabia que a arma estava carregada e está a cooperar plenamente com a investigação.

Depoimento do cineasta Reid Russell: “Tiveram de mover a câmara”

O The Sun revela também o depoimento de outro membro da produção, Reid Russell, que contou que, “durante a preparação da cena, havia uma sombra e eles tiveram de mover a câmara para um ângulo diferente do de Alec”.

“O Alec Baldwin estava a explicar como é que ia tirar a arma e a posição em que o seu braço ficaria quando tirasse a arma do coldre”, disse, sublinhando que o ator tinha sempre muita atenção e cuidado com as medidas de segurança.

Esta tragédia provocou um aumento nos pedidos para proibir o uso de armas de fogo reais nos sets de Hollywood.

Texto: Carolina Sousa; Fotos: Impala e reprodução Instagram

 

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS