Fernanda Serrano recorda o cancro. “Não há dia em que não me lembre que vivi esta doença”

A atriz assinalou o Dia Mundial do Cancro com um testemunho, onde revela que, 11 anos depois de ter sofrido um cancro na mama, ainda tem medo.

Fernanda Serrano recorda o cancro. “Não há dia em que não me lembre que vivi esta doença”

A atriz assinalou o Dia Mundial do Cancro com um testemunho, onde revela que, 11 anos depois de ter sofrido um cancro na mama, ainda tem medo.

A atriz assinalou o Dia Mundial do Cancro com um testemunho, onde revela que, 11 anos depois de ter sofrido um cancro na mama, ainda tem medo.

Fernanda Serrano não deixou passar o Dia Mundial do Cancro e aproveitou a data para falar sobre a doença que a afetou há 11 anos, perante uma plateia que se deslocou à Biblioteca Pública Municipal de Setúbal para ouvi-la.

Durante cerca de uma hora, a atriz respondeu a várias perguntas sobre a doença, a forma como enfrentou os tratamentos, a agressividade dos mesmos e o medo que sentiu na altura.

Entre as questões, a atriz de 46 anos e mãe de quatro filhos foi ainda questionada se ainda hoje tem medo de voltar a ter que lutar contra o cancro. «Desde há 11 anos que não há dia em que não me lembre que vivi esta doença. O medo está sempre presente, claro, mas não condiciona a minha vida», disse.

Ainda durante este encontro, promovido pela Câmara Municipal de Setúbal, a atriz falou dos dois livros que publicou, Também Há Finais Felizes e Viva a Vida, onde aborda o cancro da mama que sofreu.

«Nos primeiros anos após ter vivido a doença, reservei-me ao silêncio e não falava disto. Depois achei que era importante contar o meu testemunho, passar uma mensagem de esperança, sem tirar à doença a importância que ela teve e que continua a ter», remata.

LEIA MAIS Liliana Filipa não quer ter mais filhos

Texto: Luís Correia; Fotos:Arquivo

Impala Instagram


RELACIONADOS