Em directo: “Este processo destruiu-a”, diz Júlia Pinheiro sobre Bárbara Guimarães, em tribunal

Júlia Pinheiro é uma das testemunhas arroladas por Bárbara Guimarães no processo no qual Manuel Maria Carrilho é arguido por violência doméstica. Da parte da tarde são também ouvidos João Vieira Pereira, jornalista do Expresso e José António Saraiva, ex-diretor do semanário do grupo Impresa

Em directo:

Em directo: “Este processo destruiu-a”, diz Júlia Pinheiro sobre Bárbara Guimarães, em tribunal

Júlia Pinheiro é uma das testemunhas arroladas por Bárbara Guimarães no processo no qual Manuel Maria Carrilho é arguido por violência doméstica. Da parte da tarde são também ouvidos João Vieira Pereira, jornalista do Expresso e José António Saraiva, ex-diretor do semanário do grupo Impresa

Visivelmente emocionada, Júlia Pinheiro relatou o impacto que o processo de divórcio a as declarações de Manuel Maria Carrilho sobre a ex-mulher.

“Este processo destruiu-a emocionalmente”, disse Júlia Pinheiro. A diretora de conteúdos da SIC afirmou que as declarações públicas de Manuel Maria Carrilho, após o divórcio se ter tornado publico, constituíram um “assassinato de caráter” a Bárbara Guimarães.

“Nada daquilo batia certo com a pessoa que eu conhecia. Tudo aquilo que foi dito foi grosseiro, violento e nada expectável de alguém que foi governante, embaixador da Unesco, candidato à Câmara Municipal de Lisboa”.

Júlia Pinheiro, que em 2011 era diretora de programas da SIC, relatou também o “antes” e o “depois”, o impacto que este processo teve na carreira de Bárbara Guimarães. “Tudo isto se repercutiu na vida profissional dela. Isto nunca passará. A vida profissional dela está maculada por este processo e atrevo a dizer-me que nunca recuperará”.

Júlia Pinheiro admitiu que, atualmente, Bárbara Guimarães não está no topo das preferências da SIC para a apresentação de programas e justificou o afastamento de Bárbara dos Globos de Ouro deste ano.

“A Bárbara está pior emocionalmente do que estava antes. Ela está insegura. Quer muito trabalhar, mas percebemos que o olhar do público a pode prejudicar. E o olhar do público é o nosso negócio”, explica Júlia Pinheiro.

Júlia Pinheiro fez ainda questão de acrescentar a sua opinião sobre as declarações proferidas por Manuel Maria Carrilho sobre o alegado alcoolismo e falhas como mãe de Bárbara Guimarães. “Tenho muita pena que isto tenha sucedido. Como mulher, tenho muita pena que sendo o arguido mais velho, mais experiente, governante, que tivesse tido o discernimento, a capacidade de solucionar as diferenças com a sua cônjuge sem expor os filhos a esta situação tão sórdida e vil”.

Veja o vídeo da apresentadora à chegada:

 

Impala Instagram

Mais

RELACIONADOS