Capazes, de Rita Ferro Rodrigues, recebeu 73 mil euros para falar de igualdade de género

A associação presidida por Rita Ferro Rodrigues organizou quatro conferências no Alentejo submetidas ao tema do género e por isso recebeu 73 mil euros de um fundo comunitário

Capazes, de Rita Ferro Rodrigues, recebeu 73 mil euros para falar de igualdade de género

Capazes, de Rita Ferro Rodrigues, recebeu 73 mil euros para falar de igualdade de género

A associação presidida por Rita Ferro Rodrigues organizou quatro conferências no Alentejo submetidas ao tema do género e por isso recebeu 73 mil euros de um fundo comunitário

A associação feminista Capazes, da qual Rita Ferro Rodrigues é presidente, recebeu 73.856 euros no âmbito do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE) do Portugal 2020, para falar de igualdade de género na região do Alentejo. O projeto chama-se Clube Capazes, que tem como objectivo debater a igualdade de género, e ao Observador, a apresentadora considera até que o valor é «pouco».

São 18 oradores no programa e quatro ciclos de conferências. O primeiro ciclo de conferências arrancou no dia 4 de maio, em Odemira.

Um dia antes da conversa, a apresentadora anunciou:

«Rita Ferro Rodrigues, presidente da Capazes Associação Feminista, congratula-se por mediar o encontro entre a comunidade de Portalegre e Mariana Mortágua, economista, deputada do Bloco de Esquerda; Sara Falcão Casaca, socióloga, professora no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) e antiga presidente da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género; Patrícia São João, investigadora no Centro Interdisciplinar de Estudos de Género (CIEG); Carla Baptista, diretora técnica do Núcleo de Atendimento às Vítimas de Violência Doméstica de Portalegre e o João Baião, ator e apresentador».

O outro ciclo realizou-se no dia 10, em Portalegre.  Faltam as conferências  marcadas para 17, em Elvas, e 29, em Ponte de Sor.

«Levamos a academia connosco mas também pessoas com as quais as populações se identificam», disse ao Observador a presidente da Capazes, Rita Ferro Rodrigues, justificando a escolha dos convidados. Entre estes, estão nomes como Mariana Mortágua, a deputada socialista Catarina Marcelino, João Baião o Youtuber KIKO, e Yolanda Tati.

Segundo a apresentadora, o Alentejo foi escolhido pois é «uma área carenciada neste tipo de ações».

A candidatura ao fundo foi feita em 2016 e nas mesmas declarações ao Observador, a presidente da associação reforçou que não é remunerada pelo trabalho desenvolvido na Capazes.

LEIA MAIS:  Rita Ferro Rodrigues sai da SIC. «Foram 17 anos de felicidade»

Impala Instagram


RELACIONADOS