Bronca nos Óscares: De quem é a culpa?

Warren Beatty e Faye Dunaway anunciaram erradamente que La la Land tinha vencido a categoria de Melhor Filme, em vez de Moonlight. Mas, afinal, o que é que aconteceu? Saiba mais sobre a bronca que vai ficar na história dos Óscares

Bronca nos Óscares: De quem é a culpa?

Bronca nos Óscares: De quem é a culpa?

Warren Beatty e Faye Dunaway anunciaram erradamente que La la Land tinha vencido a categoria de Melhor Filme, em vez de Moonlight. Mas, afinal, o que é que aconteceu? Saiba mais sobre a bronca que vai ficar na história dos Óscares

A  89º edição dos Óscares fica marcada pelo erro do anúncio do vencedor para Melhor Filme. O elenco de La la Land chegou a subir a palco, trocar abraços e Damien Chazelle, realizador do filme, chegou mesmo a começar o seu discurso de agradecimento, até que se ouviu um dos produtores do próprio musical, Jordan Horowitz  dizer: “Houve um erro. Moonlight é que ganhou Melhor Filme. Isto não é uma brincadeira.”

O palco da cerimónia tornou-se num caos, acabando com o realizador de La la Land a entregar a estatueta do Óscar ao realizador de Moonlight, Barry Jenkins.

Depois deste momento ter sido arrasado nas redes sociais, o que toda a gente quer agora saber é o que é que aconteceu ou quem é que trocou os envelopes do nome do vencedor.

“Oh meu deus! Oh meu deus! Oh meu deus! Eles leram o envelope errado!”

Segundo a Vanity Fair, foi um dos elementos da equipa técnica que percebeu primeiramente o erro da troca dos filmes. O técnico terá sussurrado “Oh meu deus! Oh meu deus! Oh meu deus! Eles leram o envelope errado!” para equipa nos bastidores, já estava a equipa e os actores do La la Land a subir para o palco, para a entrega do último prémio da noite.

Três horas após o incidente, a empresa encarregue pela contagem de votos nos Óscares, a  Price Waterhouse Coopers, emitiu um pedido de desculpas público que foi difundido pela Academia:

“Pedimos sinceras desculpas a Moonlight, La la Land, Warren Beatty, Faye Dunaway e a todos os espectadores dos Óscares pelo o erro que ocorreu durante o anuncio do vencedor de Melhor Filme. Os apresentadores receberam o envelope da categoria errada  e, quando percebemos, foi corrigido imediatamente. Estamos neste momento a investigar como é que isto aconteceu e estamos profundamente arrependidos que tenha ocorrido. Agradecemos a elegância com que os nomeados, a Academia e Jimmy Kimmel lidaram com a situação”

O Daily Mail avançou que apenas duas pessoas sabiam a lista de vencedores antes do resto do mundo: Martha Ruiz, consultora fiscal da Price Waterhouse Coopers, e Brian Cullinan, Presidente do quadro e contabilista da mesma empresa.

Numa entrevista ao Huffington Post, dias antes da cerimónia, os elementos da Price Waterhouse Coopers confessaram que não saberiam bem o que fazer se alguém se enganasse no nome de um nomeado, visto que este tipo de incidentes nunca tinha acontecido em nenhuma cerimónia dos Óscares.

Imediatamente após o erro histórico era visível o desagrado com a situação na expressão do actor que apresentou o prémio, Warren Beatty. Mal saiu do palco, o director da equipa técnica, Gary Natoli, foi ter com Beatty e disse-lhe: “A equipa de segurança precisa imediatamente desses envelopes Sr. Beatty”. Ao que o actor respondeu “Eu irei ficar com eles para os dar a Barry Jenkins num momento adequado”.

Contudo, durante a emissão, Beatty voltou ao palco para explicar que leu por engano um dos dois envelopes que tinha e que erradamente leu o que anunciava Emma Stone como vencedora de Melhor Actriz com o La la Land. A verdade é que a empresa de contagem de votos imprime sempre dois envelopes por categoria por questões de segurança.

O que é os famosos confessaram

Depois da cerimónia, Barry Jenkins afirmou que não lhe tinha sido dada “nenhuma explicação” para o sucedido.

“As coisas acontecem. Eu vi dois envelopes. Eu queria ver o envelope mas o Warren recusou-se em mostrar o cartão a quem quer que fosse antes de mo mostrar. E foi assim que ele fez. Ele subiu as escadas, chegou ao pé de mim e mostrou-me o cartão. Toda a gente estava a perguntar: ‘posso ver?’ e ele só dizia ‘não, o Barry Jenkins tem de ver o cartão, eu preciso que ele saiba’.”

Barry Jenkins confessou igualmente que esta preocupação e gesto de Warren Beatty fez com que se sentisse “melhor com o que aconteceu”.

Segundo a People, Emma Stone, garantiu,após a cerimónia, que achava “que toda a gente ainda se encontrava num estado de confusão. Entusiasmo mas confusão”.

Impala Instagram

Mais

RELACIONADOS