Alerta! Estes sintomas podem ser doença que causa cegueira repentina

Arterite de células gigantes, ou artrite temporal esta doença pode causar uma cegueira repentina.

Alerta! Estes sintomas podem ser doença que causa cegueira repentina

Alerta! Estes sintomas podem ser doença que causa cegueira repentina

Arterite de células gigantes, ou artrite temporal esta doença pode causar uma cegueira repentina.

Esta doença é provocada pela inflamação da parede das artérias da cabeça e do pescoço, tornando os vasos sanguíneos mais estreitos e desta forma o fluxo sanguíneo menor. A cegueira é causada pela inflamação  da artéria que faz ligação com o nervo ótico, provocando um bloqueio das informações enviadas pelas retina ao cérebro.

Sintomas da doença e explicação médica

De acordo com a BBC, este problema pode afetar as pessoas  a partir da meia-idade. Dores de cabeça intensas, dores no couro cabeludo quando se penteia, perda de peso, febre ou depressão poderão ser alguns dos sinais deste problema. Esta doença poderá ser irreversível.

A arterite de células gigantes é «a inflamação crónica das artérias grandes e médias da cabeça, pescoço e parte superior do corpo», explica a médica e cisntista  Carmen E. Gota. «Normalmente, são afetadas as artérias temporais, que percorrem as têmporas e irrigam de sangue uma parte do couro cabeludo, os músculos mandibulares, e os nervos ópticos. Desconhece-se a causa.» Por norma, «as pessoas sentem uma dor de cabeça latejante, intensa e frequente, dores no couro cabeludo ao escovar os cabelos e dores nos músculos faciais ao mastigar».

Sem tratamento, pode ocorrer cegueira

O diagnóstico é deduzido a partir dos «resultados do exame físico, mas a biópsia da artéria temporal deve ser feita para confirmação». Tratamentos com «prednisona (corticosteroide) e aspirina são geralmente eficazes».

A arterite de células gigantes é uma forma «relativamente comum de vasculite nos Estados Unidos e na Europa». Mulheres são afetadas «mais frequentemente do que homens». A arterite de células gigantes afeta, geralmente, «pessoas com mais de 55 anos, geralmente por volta dos 70 anos». «Cerca de 40 a 60% das pessoas com arterite de células gigantes também desenvolvem polimialgia reumática. A causa destes distúrbios é desconhecida.»

LEIA MAIS: Ecografia ao bebé mostra algo que não está bem e médicos fazem pergunta dramática aos pais

Os sintomas podem surgir «gradualmente ao longo de várias semanas ou abruptamente». «As pessoas podem ter febre, sentir cansaço e mal-estar geral. Elas podem perder peso de forma não intencional e suar mais do que o habitual. Os sintomas variam de acordo com as artérias afetadas.»

Dor de cabeça e dor no couro cabeludo, cegueira e distúrbios visuais

Normalmente, «as grandes artérias da cabeça são afetadas, causando o desenvolvimento inicial grave e, por vezes, latejante de dor de cabeça nas têmporas ou na parte de trás da cabeça». «As artérias temporais podem ficar sensíveis ao toque, inchadas e irregulares. O couro cabeludo pode ficar sensível ao toque ou doer quando o cabelo é escovado.»

Pode desenvolver-se «visão dupla ou turva, grandes pontos cegos, cegueira súbita em um olho, que passa em poucos minutos, ou outros problemas oculares». A cegueira permanente «é o risco maior, que pode ocorrer repentinamente, se o fornecimento de sangue ao nervo óptico for bloqueado».

LEIA MAIS: Cientistas afirmam que a mulher não é humana mas sim um mamífero, tal como cabras ou camelos

«Cegueira completa em ambos os olhos é incomum se o tratamento for iniciado assim que há suspeita do diagnóstico, mas pode ocorrer na ausência de tratamento. Durante os últimos 50 anos, o número de distúrbios visuais diminuiu enquanto as taxas de recuperação têm aumentado, mais provavelmente porque a arterite de células gigantes está sendo diagnosticada precocemente e tratada antes de os olhos serem afetados.»

LEIA MAIS: Ata e pisa a cabeça ao filho para castigá-lo [vídeo]

Impala Instagram


RELACIONADOS