Ucrânia é apenas a parte visível do mundo em guerra em 2022

Parte substancial do Globo mantém-se em algumas formas de conflito. A iminente guerra na Ucrânia é apenas a parte visível de um negro icebergue composto por várias contendas.

Ucrânia é apenas a parte visível do mundo em guerra em 2022

Ucrânia é apenas a parte visível do mundo em guerra em 2022

Parte substancial do Globo mantém-se em algumas formas de conflito. A iminente guerra na Ucrânia é apenas a parte visível de um negro icebergue composto por várias contendas.

Em 8 de maio de 2021 assinalaram-se 76 anos desde o fim da Segunda Guerra Mundial na Europa – VE Day. Enquanto o conflito que ceifou milhões de vidas em solo europeu continua como a mais negra página da História, o conflito no leste do continente, junto à fronteira da Ucrânia, mantém-se uma dura realidade nos dias atuais. Mesmo antes do recente aumento do risco de uma invasão russa, a crise ucraniana, que deixou a região de Donbass devastada, acumulava um número de mortos próximo dos 14 mil.

Conflito na Ucrânia é apenas uma parte da guerra no Mundo em 2022

Infographic: The World at War in 2022 | Statista

Como mostra a recolha de dados elaborada pelo Armed Conflict Location & Event Data Project (ACLED), parte substancial do Globo mantém-se envolvida em algumas formas de conflito. O gráfico acima mostra países com relatos de confrontos armados envolvendo forças estatais ou grupos rebeldes em 2022. Em 4 de fevereiro, a presença de guerra em todo o mundo é extensa.

Ao contrário das situações em Donbass e na Síria, por exemplo, nem todos os conflitos se encaixam na imagem que podemos ter quando pensamos em guerra. No México, em 2021, por exemplo, a ACLED registrou 6 confrontos armados envolvendo forças estatais. Cada um, porém, foi uma batalha entre diferentes órgãos de aplicação da lei – fornecendo um retrato da luta em curso contra a corrupção policial e a profunda influência do crime organizado. Até agora, para 2022, nenhum incidente deste tipo foi registado no país, mas esta será apenas a ponta de um icebergue por desvendar.

Ameaças de guerra, além dos conflitos declarados

A perspetiva de conflito armado de “alta intensidade” que envolvem direta ou indiretamente as grandes potências militares tem sido objeto de reflexão e preocupação nos meios especializados. A questão tornou-se ainda mais atual com o recente aumento das tensões geopolíticas na Europa Oriental. De acordo com uma pesquisa realizada pela Ipsos, entre setembro e outubro de 2021, esta ameaça também preocupa a opinião pública de um vasto número de países.

Infographic: Rumors of War | Statista Nos 26 onde a pesquisa foi levada a cabo, quase metade (46%) dos entrevistados acredita ser provável que o seu próprio país venha a estar envolvido numa guerra nos próximos 12 meses. Os norte-americanos estão entre os mais pessimistas a esse respeito, com três em cada quatro (74%) a acreditarem que um conflito internacional envolvendo os EUA está iminente. Os russos não estão mais otimistas, com o país (64%), enquanto cerca de metade de franceses e britânicos a acreditarem que o pior cenário é provável nos próximos meses. Por outro lado, alemães, belgas e suecos estão entre os menos preocupados com o envolvimento militar dos seus países.

Impala Instagram


RELACIONADOS