Psicóloga do sono ‘ensina’ como podemos dormir melhor

Nesta sexta-feira, 19 de março, assinala-se o Dia Mundial do Sono. Teresa Rebelo Pinto, psicóloga do sono, explica como podemos deitar a cabeça na almofada e dormir bem.

Psicóloga do sono 'ensina' como podemos dormir melhor

Psicóloga do sono ‘ensina’ como podemos dormir melhor

Nesta sexta-feira, 19 de março, assinala-se o Dia Mundial do Sono. Teresa Rebelo Pinto, psicóloga do sono, explica como podemos deitar a cabeça na almofada e dormir bem.

Pode muito bem ser a primeira vez que houve falar em psicologia do sono e em psicólogos do sono. Teresa Rebelo Pinto é uma das raras profissionais especialistas na matéria. Neste 19 de março, em que se assinala o Dia Mundial do Sono, saiba o que são o sono e a psicologia do sono.

Para início de conversa, o sono “é complexo”, avisa Teresa Rebelo Pinto, e nos centros do sono devem trabalhar “profissionais de diferentes áreas, essenciais para uma avaliação detalhada das queixas de sono e para “diagnósticos acertados”.

O tratamento eficaz das perturbações do sono envolve “sempre equipas interdisciplinares”, em que “médicos, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, dentistas e outros profissionais colaboram”.

Poucos profissionais com formação na área

Em Portugal, existe a competência em Medicina do Sono, acessível a médicos de várias especialidades, como Neurologia, Psiquiatria, Pneumologia, Pediatria e Otorrinolaringologia. Para os psicólogos, a certificação nesta área ainda está no início.

Embora seja reconhecida como especialidade pela American Psychological Association, a Psicologia do Sono tem um longo caminho pela frente no nosso país. São poucos os psicólogos com formação, experiência e certificação adequada para intervir de forma competente nas patologias do sono.

Apesar disso, a formação para profissionais tem crescido bastante, destacando-se em 2021 a inauguração da primeira pós-graduação em Psicologia do Sono, na Universidade Católica Portuguesa.

O que é afinal a Psicologia do Sono?

A psicologia do sono surge “da ligação entre a Psicologia e as Ciências do Sono”, explica Teresa Rebelo Pinto. “Proporciona uma intervenção psicológica especializada na melhoria da qualidade do sono em diferentes idades e fases da vida”, diz. Utilizando metodologias específicas, os psicólogos do sono “estão habilitados a fazer prevenção, diagnóstico e tratamento dos distúrbios de sono e riscos associados”.

O que faz um psicólogo do sono?

Em primeiro lugar, “compreende os mecanismos de regulação do sono, as suas funções e sabe utilizar a classificação internacional de patologias do sono”, que são superiores a 90.

Reconhece que as dificuldades em dormir podem ter “origens muito diversas, estando por vezes associadas a outras doenças médicas ou a psicopatologia”, pelo que “sabe encaminhar os doentes para as especialidades necessárias para resolver o problema”.

Além disso, “acompanha o processo terapêutico dos doentes desde a primeira consulta de sono”, fazendo a “ligação entre os vários especialistas envolvidos em cada caso”.

O psicólogo do sono é o “profissional de referência na implementação da terapia cognitivo-comportamental da insónia, já amplamente validada como a terapêutica mais eficaz a longo prazo, sobretudo quando comparada com o uso exclusivo de medicação para dormir”.

Teresa Rebelo Pinto é, por isso, uma das várias psicólogas do sono que desenvolve “projetos educativos de sensibilização e capacitação na área dos bons hábitos de sono”. Como psicóloga, Rebelo Pinto está também preparada para “intervir nas perturbações de ansiedade, humor e noutras questões emocionais relacionadas com os problemas de sono”.

O que não é Psicologia do Sono

Teresa Rebelo Pinto alerta para o perigo de nos colocarmos nas mãos de denominados “‘terapeutas’, ‘especialistas’ ou ‘treinadores/coach'” de sono “sem formação de base em Psicologia (ou numa área clínica ou da saúde)”.

Estes ‘especialistas’ “aplicam métodos de treino do sono e olham exclusivamente para a componente comportamental do sono”, especifica. “Não têm competência para fazer diagnóstico diferencial de outras patologias do sono”, por exemplo, dos foros “respiratório, neurológico” e outras “relacionadas com o movimento ou com o ritmo circadiário”.

Os ‘treinadores’ do sono “não sabem interpretar relatórios de exames do sono ou outros exames complementares realizados nos laboratórios de sono” e prescrevem o uso de “suplementos de venda livre para facilitar o sono, sem o devido acompanhamento médico e sem recurso a exames auxiliares de diagnóstico ou análises prévias”.

No Dia Mundial do Sono, coloque-se nas mãos certas e… bons sonhos

Dia Mundial do Sono, Teresa Rebelo Pinto, psicóloga do sono
Teresa Rebelo Pinto, psicóloga do sono

Proteger o sono é um “excelente investimento para a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida”. Quem precisa de ajuda deve pedi-la “o quanto antes”, verificando, sempre, “qual o profissional mais adequado à sua queixa”. Na Clínica Teresa Rebelo Pinto – Psicologia & Sono, a equipa coordenada por Teresa Rebelo Pinto, psicóloga do sono, pode ajudá-lo a fazer este caminho.

Psicóloga do sono, certificada pela European Sleep Research Society, Teresa Rebelo Pinto coordena uma equipa especializada na promoção do bem-estar e da qualidade do sono e desenvolve projetos de Educação do Sono em meio escolar e comunitário.

Promove programas de Gestão do Sono nas empresas, participa regularmente em conferências e projetos de investigação internacionais ligados à Psicologia do Sono, faz parte do corpo docente da primeira pós-graduação em Psicologia do Sono em Portugal e é voluntária e consultora da Associação Nuvem Vitória, pioneira no voluntariado ligado ao sono.

Impala Instagram


RELACIONADOS