Ron Jeremy: a vida controversa do “monstro” da pornografia

Ron Jeremy já foi descrito como a estrela porno número um de todos os tempos. Caído em desgraça, há quem acuse o ator de violação e o queira ver em tribunal.

Ron Jeremy: a vida controversa do “monstro” da pornografia

Ron Jeremy: a vida controversa do “monstro” da pornografia

Ron Jeremy já foi descrito como a estrela porno número um de todos os tempos. Caído em desgraça, há quem acuse o ator de violação e o queira ver em tribunal.

Ron Jeremy é visto como um dos grandes nomes da indústria de filmes para adultos. Ao ponto de até já ter sido descrito como “a estrela porno número um de todos os tempos”. O ator, hoje com 69 anos, está mesmo no livro de recordes do Guiness pelos mais de 2.200 mil filmes em que participou ao longo da carreira. Mas esta é apenas uma das facetas da vida de Ron Jeremy. Porque existe um lado negro. Há quem chame ao ator “monstro” da pornografia devido a muitas polémicas.

Leia depois
OnlyFans: o lado negro do site preferido de famosas e anónimas para vender conteúdos ousados
Ameaças de morte, despedimentos e perseguições de pessoas do passado são apenas algumas das piores facetas do OnlyFans. (… continue a ler aqui)

O astro de filmes pornográficos foi acusado por quase 20 mulheres de violação. Existem dezenas de acusações de crimes, só que, como salienta o Daily Star, Ron Jeremy foi considerado inapto para julgamento. Algo que provoca a revolta de várias mulheres. Como é o caso de Lianne Young, de 47 anos. “Acho que ele é um bom ator porque está capaz para ser julgado. Não há justiça”, desabafa ao Sunday People. “Não consigo colocar em palavras a raiva que sinto. Quando descobri que tinha sido considerado inapto para julgamento, senti-me abusada novamente”, acrescenta.

Ron Jeremy tinha o sonho de ser uma estrela de Hollywood

Escreve a publicação que se acredita que Ron Jeremy não tenha filhos. E que atualmente viva numa ala psiquiátrica. Sendo que a última morada conhecida foi em Beverly Hills, na Califórnia, Estados Unidos da América. De nome verdadeiro Ronald Hyatt, o ator cresceu em Queens, Nova Iorque, no seio de uma família judia. Tal como muitos outros jovens, também Ron Jeremy tinha o sonho de ser uma estrela de Hollywood. Em adolescente trabalho como empregado de mesa num hotel enquanto concluía o curso de educação especial. Ainda trabalhou como professor até ao momento em que a sua vida mudou.

Alice, namorada de Ron na época, tirou fotos ousadas ao namorado. Estas foram enviadas para a revista Playgirl. Ron aceitou ser fotografado porque não ganhava muito dinheiro. E acreditava que poderia ser chamado para ir a Los Angeles para protagonizar uma sessão fotográfica para a publicação. Sendo que este momento seria o início de uma carreira em Hollywood. Só que os planos saíram meio furados. É verdade que as fotos foram publicadas na revista, mas Ron nunca foi chamado para uma sessão fotográfica. E tudo correu pior quando a família se deparou com as imagens. Algo que levou a que a avó mudasse de casa. A solução, a conselho do pai, foi que passasse a usar outro nome. O que permitia que ninguém incomodasse a família. É então que surge o Ron Jeremy.

Início na pornografia para ganhar dinheiro

Ron Jeremy continuou a alimentar o sonho de ser uma estrela de Hollywood. Enquanto isso não acontecia, permanecia como professor. Desistiu da carreira de docente quando ficou falido e decidiu falar com um cineasta. Só que este não lhe recomendou películas de Hollywood, mas filmes para adultos. Ron Jeremy não ficou encantado com a ideia já que defendia que existia o receio de que o trabalho fosse visto como “desprezível”.

Este momento foi recordado numa entrevista à Time, concedida em 2008. “Joe disse-me que só fazia filmes para adultos. Disse que era meio desprezível. Fiz teatro durante alguns meses e passei fome. Acabei por voltar a falar com o Joe e pensei que não seria tão mau”, recorda. “Perguntei à minha família o que achavam e disseram, “[nós] não somos loucos pela ideia, mas se realmente queres fazer isso, vai em frente. Se achas que pode ser um atalho para o mainstream. Então Joe colocou-me em meu primeiro filme adulto, Tigresses and Other Man-eaters. Passei uma hora a maquilhar-me, mas nunca viram meu rosto”, acrescenta. E será que sentiu vergonha nessa altura? “Sim, um pouco. Foi constrangedor. Foi embaraçoso porque não estava acostumado a ficar nu e fazer sexo numa sala cheia de gente”, prossegue.

“Passei uma hora a maquilhar-me, mas nunca viram meu rosto”

Da vergonha passamos aos mais de 2.200 filmes em que fez parte. O que permitiu que fosse para o livro de recordes do Guiness como a pessoa com Mais Aparições em Filmes Adultos. E isto fez com que fosse apelidado de “estrela porno número um de todos os tempos”. Tudo isto fez com que participasse em diversos programas e fosse abordado para vários negócios. Foi na mesma conversa com a Time que Ron Jeremy disse o que gostava mais na carreira. “Simplesmente gosto de atuar, fazer diálogos. Sim, é pornografia, mas ainda vai para os cinemas”, disse.

Estrela caída em desgraça

Só que a estrela caiu em desgraça ao longo dos últimos anos. 20 mulheres fizeram quase 30 queixas de violação e agressão sexual contra Ron Jeremy. O ator foi acusado pela primeira vez em junho de 2020 pelo crime de violação de três mulheres e de uma agressão sexual a uma quarta. Seguiram-se mais acusações um ano depois. São 12 acusações de violação, sete de sexo oral forçado, quatro de penetração sexual com um objeto estranho e duas de penetração sexual de uma pessoa inconsciente ou adormecida. Algumas das alegadas vítimas tinham 15 anos e Ron Jeremy declarou-se sempre inocente. Lianne Young é uma das alegadas vítimas e abdicou do direito ao anonimato para vir a público dizer que Ron Jeremy a atacou numa discoteca nos Estados Unidos da América, em 2000. A mulher, que na época trabalhava na indústria de filmes para adultos, diz ter sido violada à frente de várias pessoas.

Ron Jeremy não chegará a ser julgado por nenhum crime. Algo que deixa Lianne Young furiosa. “Ele poderia ter sido levado à justiça muito antes, mas foi criado para ser esse rei intocável e os advogados de Ron continuaram a atrasar o caso”, lamenta. Especialistas defendem que o ator sofre de “demência grave”. E que só poderá ser julgado caso o seu estado de saúde melhore. Se assim não for, dizem que não estará capacitado para perceber o que é dito em tribunal.

Texto: Bruno Seruca; Fotos: Shutterstock

Impala Instagram


RELACIONADOS