Siga em direto a apresentação de Cristiano Ronaldo na Juventus

Mundial 2018 por Nuno Farinha: CR ‘apaga’ o Mundial

Mundial 2018 | O azar bateu à porta da FIFA: no dia em que se disputava a primeira meia-final, Real Madrid e Juventus confirmam a transferência mais impactante de sempre.

O azar bateu à porta da FIFA: no mesmo dia em que se disputava a primeira meia-final do Mundial 2018 – o mais cinzento de que há memória –, eis que Real Madrid e Juventus decidem confirmar, de forma oficial, a transferência mais impactante de sempre.

Enquanto, em São Petersburgo, França e Bélgica se preparavam para lutar pela primeira vaga na final do Mundial 2018,  televisões, jornais e sites de todos os cantinhos do Planeta punham na primeira linha da atualidade o histórico negócio entre Real Madrid e Juventus, relegando para plano inferior o transcendente jogo que se disputava na Rússia.

A chegada de Cristiano Ronaldo ao futebol italiano justifica, na realidade, esta invulgar excitação mediática que se tem registado nas últimas horas.

CR7 é das poucas estrelas globais do desporto atual. Qualquer simples notícia a envolver o craque português – por mais insignifcante que seja – tem eco em Nova Deli, Sidney, Berlim, Rio de Janeiro, Chicago, Cidade do México, Toronto, Paris, Oslo, Atenas, Luanda ou Joanesburgo.

Agora imagine-se que o protagonista decide trocar de emblema, aos 33 anos, depois de quase uma década a brilhar sem interrupção num dos maiores clubes do Mundo, senão mesmo no maior?

O que pode acontecer? Aquilo que estamos a ver: um tsunami informativo que chega ao ponto de provocar um ‘apagão’ no Campeonato do Mundo!

Mundial 2018 | O azar bateu à porta da FIFA: no dia em que se disputava a primeira meia-final, Real Madrid e Juventus confirmam a transferência mais impactante de sempre

O legado que Ronaldo deixa no Santiago Bernabéu, na hora de fazer as malas e rumar a Turim, é uma barbaridade: 438 jogos, 451 golos!!! Fora o resto.

E o resto são 118 assistências para golo, 16 títulos oficiais, 4 Bolas de Ouro, 3 Botas de Ouro, 3 UEFA Player Of The Year e 2 The Best FIFA. Na verdade, uma folha de serviço destas não é bem uma barbaridade. É mais do que isso. É um escândalo. É pornografia pura.

A TVI24 fez as contas e apresentou-as rapidamente: os 120 milhões de euros que Cristiano Ronaldo vai arrecadar nos próximos 4 anos (30 milhões por época) correspondem ‘apenas’ a isto: 2,5 milhões por mês, 625 mil por semana, 89.285 por dia, 3.720 por hora, 62,39 por minuto e 1,03 por segundo.

Sim, Ronaldo vai receber mais de 1 euro por cada segundo. Esteja a treinar, a jogar, a almoçar, a ver TV, ao telefone, a ler, a conduzir ou mesmo a dormir.

Parece muito, não parece? Quando o preço do bilhete anual para os jogos da Juventus for aumentado; quando as camisolas com o número 7 nas costas começarem a ser vendidas aos milhares; e ainda quando o clube começar a cobrar mais pela venda dos direitos televisivos e pelas digressões à Ásia e aos Estados Unidos; aí vamos chegar à conclusão habitual: Cristiano Ronaldo apenas tem direito a ficar com uma pequena parte daquilo que vale a sua ‘marca’. Goste-se ou não, é o melhor produto que já existiu na história do futebol.

Nuno Farinha, jornalista
#convocado para o #Mundial2018

LEIA MAIS: «Ainda há Mundial?»

LEIA MAIS: «O Mundial da sucessão»

LEIA MAIS: «O balneário dos japoneses»


ÚLTIMOS ARTIGOS

Mundial 2018 por Nuno Farinha: CR ‘apaga’ o Mundial

Mundial 2018 | O azar bateu à porta da FIFA: no dia em que se disputava a primeira meia-final, Real Madrid e Juventus confirmam a transferência mais impactante de sempre.