Yulimar Rojas de novo finalista para atleta mundial do ano

A triplista venezuelana Yulimar Rojas, eleita atleta mundial do ano pela World Athletics em 2020, está este ano de novo na lista de cinco finalistas, hoje apresentada pelo organismo mundial do atletismo.

Yulimar Rojas de novo finalista para atleta mundial do ano

Yulimar Rojas de novo finalista para atleta mundial do ano

A triplista venezuelana Yulimar Rojas, eleita atleta mundial do ano pela World Athletics em 2020, está este ano de novo na lista de cinco finalistas, hoje apresentada pelo organismo mundial do atletismo.

Para o prémio, a ser divulgado em 01 de dezembro, de forma virtual, concorrem ainda outras quatro atletas, de diferentes regiões, todas igualmente campeãs nos Jogos Olímpicos Tóquio2020: a holandesa Sifan Hassan (5.000, 10.000 metros), a queniana Faith Kipyegon (1.500 metros), a norte-americana Sydney McLaughlin (400 metros barreiras) e a jamaicana Elaine Thompson-Herah (100, 200 e 4×100 metros).

A única repetente, em termos de lista final, é Rojas, que este verão se apossou do recorde do Mundo e foi também vencedora do circuito de ‘meetings’ da Liga Diamante.

Se vencer de novo o prémio para que é favorita, iguala na lista de duplas galardoadas as velocistas Marion Jones e Sanya Richards (ambas dos Estados Unidos) e fica a um galardão da varista russa Yelena Isinbayeva.

Os nomes dos finalistas masculinos foram conhecidos segunda-feira, destacando-se nova nomeação do queniano Eliud Kipchoge, vencedor em 2018 e 2019, este ano campeão olímpico da maratona, com o maior avanço de sempre.

Completam a ‘lista curta’ de candidatos o norte-americano Ryan Crouser, o norueguês Karsten Warholm, o sueco Armand Duplantis e o ugandês Joshua Cheptegei. Da lista de 10 que foi proposta a votação há um mês caiu, entre outros, o triplista português Pablo Pichardo.

Em 2021, Cheptegei destacou-se por ser campeão olímpico de 5.000 metros e vice-campeão de 10.000 e líder do ‘ranking’ da dupla milha. Já Duplantis foi campeão olímpico e europeu de pista coberta no salto com vara e vencedor da Liga Diamante.

Warholm fecha o ano como campeão olímpico, recordista mundial e vencedor da Liga Diamante em 400 metros barreiras, enquanto Crouser foi campeão olímpico, recordista mundial absoluto e em pista coberta e vencedor da Liga Diamante no peso, em época só com vitórias.

Se Kipchoge vencer, iguala as três vitórias do fundista marroquino Hicham el Guerrouj e só fica atrás do lendário velocista jamaicano Usain Bolt, que ganhou seis vezes.

Armand Duplantis foi o vencedor no ano passado, os outros finalistas nunca venceram o troféu.

A votação foi feita através de um painel triplo, com segmentos do Conselho da World Athletics (50% da ponderação), de elementos da ‘família World Athletics’ (25%) e do público em geral (25%), que foi chamado a pronunciar-se via online.

FB // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS