Vítor Oliveira abandona comando técnico do Gil Vicente no final da temporada

Vítor Oliveira vai abandonar o comando técnico do Gil Vicente no final da temporada, anunciou hoje o experiente treinador, na conferência de antevisão ao duelo com o Sporting, da 29.ª jornada da I Liga de futebol.

Vítor Oliveira abandona comando técnico do Gil Vicente no final da temporada

Vítor Oliveira abandona comando técnico do Gil Vicente no final da temporada

Vítor Oliveira vai abandonar o comando técnico do Gil Vicente no final da temporada, anunciou hoje o experiente treinador, na conferência de antevisão ao duelo com o Sporting, da 29.ª jornada da I Liga de futebol.

“A minha próxima época diz-me respeito a mim. Como sabem, o Gil Vicente já tem novo treinador e, por consequência disso, não pode ter dois. Vou sair do Gil Vicente, mas ainda não decidi para onde vou”, revelou o técnico do emblema de Barcelos, de 66 anos.

Em 09 de abril, em plena paragem do campeonato devido à pandemia de covid-19, o diretor desportivo Tiago Lenho assumiu a intenção de renovar o vínculo contratual com o treinador Vítor Oliveira, válido por uma temporada, garantindo que as negociações só avançariam quando a permanência dos minhotos estivesse consumada.

“Tem gerido assim a sua carreira e com os bons resultados que se conhecem. É uma conversa que vamos certamente ter quando a manutenção for efetivada, até porque será do interesse do Gil Vicente continuar com alguém que cumpre os seus objetivos. Não apontamos já metas pontuais para isso, até porque o ‘mister’ também não o faz”, referiu.

Com mais de 400 jogos como treinador principal na I Liga, marca alcançada em 29 de setembro, com uma derrota na visita ao Santa Clara (1-0), Vítor Oliveira foi contratado há um ano para montar um plantel de raiz e orientar o regresso do Gil Vicente pela via administrativa à elite, a partir do Campeonato de Portugal, na sequência do ‘caso Mateus’.

O técnico matosinhense contabiliza 17 presenças na divisão maior, à qual regressou esta época através dos ‘galos’, que já tinha orientado entre 1992 e 1995 e nas temporadas 2001/02 e 2002/03, num currículo assinalado por 11 promoções à I Liga em 18 presenças no escalão secundário, que o notabilizaram como ‘rei das subidas’.

O Gil Vicente, na 11.ª posição, com 33 pontos, nove acima da zona de despromoção, desloca-se ao terreno do Sporting, terceiro colocado, com 52, na quarta-feira, às 21:15, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, para o encontro de encerramento da 29.ª jornada da I Liga, que terá arbitragem de Rui Oliveira, da associação do Porto.

RYTF // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS