Vasco Seabra pede Moreirense sólido em busca de inédito segundo triunfo seguido

O treinador Vasco Seabra pediu hoje consistência exibicional aos futebolistas do Moreirense para abrirem a segunda volta da I Liga com um triunfo na visita ao Farense, na segunda-feira, em encontro da 18.º jornada.

Vasco Seabra pede Moreirense sólido em busca de inédito segundo triunfo seguido

Vasco Seabra pede Moreirense sólido em busca de inédito segundo triunfo seguido

O treinador Vasco Seabra pediu hoje consistência exibicional aos futebolistas do Moreirense para abrirem a segunda volta da I Liga com um triunfo na visita ao Farense, na segunda-feira, em encontro da 18.º jornada.

“Vai ser mais um jogo muito difícil, que exigirá de nós concentração máxima. Os pontos estão muito caros. Temos de ser muito humildes e trabalhadores e manter a nossa alma, identidade e raça. Só dando consistência àquilo que somos e estando no nosso melhor é que conseguiremos sair vitoriosos”, apontou o técnico, em conferência de imprensa.

Os minhotos querem iniciar a metade complementar da edição 2020/21 do campeonato com uma inédita segunda vitória consecutiva, quatro dias após o triunfo em Famalicão (2-0), que permitiu superar a ‘fasquia’ dos 20 pontos e ficar sete acima da zona de descida.

“Sabemos a responsabilidade deste jogo e todas as vitórias que possamos fazer serão importantes. Há que procurar dar essa consistência e continuidade no amealhar de pontos, se possível prosseguindo com vitórias, para que estejamos cada vez mais confiantes e certos de que o nosso caminho é de certeza na luta pela vitória”, vincou.

Na luta por “cada centímetro da relva que se joga”, Vasco Seabra admite a necessidade de o Moreirense “estar predisposto a lutar sempre pelas suas ações e comportamentos”, indiferente à recente mudança técnica de Sérgio Vieira por Jorge Costa no Farense.

“Há muitas dinâmicas enraizadas, mas já sentimos nuances relacionadas com o novo treinador. A mudança agita alguma coisa e, pelo menos numa fase inicial, a equipa está mais viva. Sabemos que não há momentos fáceis e o primeiro em que acharmos que vamos com alguma vantagem é aquele em que já estaremos em dificuldade”, alertou.

Os inesperados “ligeiros ajustes posicionais” experimentados em Famalicão, assentes num desenho tático com três defesas centrais, atestaram uma equipa “multifacetada” e capaz de “surpreender os adversários”, mas sempre com princípios de jogo intactos.

“Foi mais para melhorar a pressão, no sentido de estarmos estáveis e atacar de outra forma. Durante a época vamos poder alterar o sistema de diferentes maneiras. Como temos um grupo inteligente, sabemos que, com uma ou outra nuance, poderemos pressionar e atacar de uma ou outra forma e até alterar a rigidez do sistema”, analisou.

Em Faro, onde projeta um oponente “intenso e agressivo, com qualidade e muito forte na bola parada”, cujo estatuto de lanterna-vermelha perfaz “uma classificação mentirosa”, Vasco Seabra contará com a recuperação em tempo útil do goleador Rafael Martins.

Já Pedro Amador, Matheus Silva, Sori Mané, André Luís e Pedro Nuno continuam lesionados e Gonçalo Franco está isolado, depois de um novo teste positivo para o novo coronavírus, que provoca a covid-19, volvidos três meses do primeiro registo infecioso.

O Moreirense, oitavo colocado, com 21 pontos, visita ao Farense, 18.º e último, com 13, na segunda-feira, às 17:00, no Estádio de São Luís, em Faro, num encontro da 18.ª jornada da I Liga, com arbitragem de Iancu Vasilica, da associação de Vila Real.

RYTF // JP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS