Internacional ucraniano rescinde contrato com os russos do Zenit

O defesa internacional ucraniano Yaroslav Rakitskiy, de 32 anos, rescindiu contrato com o Zenit, depois de ter pedido para abandonar o clube de São Petersburgo, anunciou o campeão russo de futebol, no seu site oficial.

Internacional ucraniano rescinde contrato com os russos do Zenit

Internacional ucraniano rescinde contrato com os russos do Zenit

O defesa internacional ucraniano Yaroslav Rakitskiy, de 32 anos, rescindiu contrato com o Zenit, depois de ter pedido para abandonar o clube de São Petersburgo, anunciou o campeão russo de futebol, no seu site oficial.

Em comunicado, o Zenit explicou que Rakitskiy solicitou o “término antecipado de seu contrato”, que durava até julho deste ano, devido a uma “situação familiar difícil”, pedido que foi aceite pelo clube. “O clube e nossos adeptos desejam agradecer a Yaroslav Rakitskiy, reconhecendo o profissionalismo e a paixão que demonstrou enquanto jogador do clube. Desejamos sinceramente o melhor para Yaroslav, para os seus amigos e a sua família”, lê-se na nota divulgada pelo emblema russo.

Imprensa avança que Rakitskiy foi despedido

Nos últimos dias, a imprensa desportiva internacional avançou que Rakitskiy tinha sido despedido do Zenit por críticas ao governo russo e à guerra na Ucrânia através de publicações realizadas nas redes sociais. Depois de ter feito toda a formação e carreira no Shakhtar Donetsk, o defesa central ingressou no Zenit em janeiro de 2019, realizou um total de 108 jogos e conquistou três campeonatos pelo emblema que tem como adepto confesso o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Ivan Ordets (Dinamo Moscovo), Artem Polyarus (Akhmat Grozny), Dmytro Ivanisenya (Krylya Sovetov) e Denys Kulakov (Ural Yekaterinburg) são os restantes jogadores de nacionalidade ucraniana que atuam no campeonato russo. A Rússia lançou na quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que já mataram mais de 350 civis, incluindo crianças, segundo Kiev. A ONU deu conta de mais de 836 mil refugiados na Polónia, Hungria, Moldova e Roménia.

LEIA AINDA
Ucrânia: As diferenças entre forças bélicas e as implicações do conflito

Impala Instagram


RELACIONADOS