Treinador quer Gil Vicente na “plenitude das capacidades” para pontuar em Braga

O treinador Ricardo Soares afirmou hoje que o Gil Vicente tem de estar na “plenitude das capacidades” para pontuar no reduto do Sporting de Braga, na terça-feira, em jogo da 15.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Treinador quer Gil Vicente na

Treinador quer Gil Vicente na “plenitude das capacidades” para pontuar em Braga

O treinador Ricardo Soares afirmou hoje que o Gil Vicente tem de estar na “plenitude das capacidades” para pontuar no reduto do Sporting de Braga, na terça-feira, em jogo da 15.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Desagradado com os últimos três resultados no campeonato – empate com Belenenses SAD (0-0) e derrotas com Farense (3-1) e Marítimo (1-0) -, mas não com a produção da equipa nesses jogos, o técnico realçou que os barcelenses querem ser “iguais a si próprios” frente a um adversário de “muita qualidade”.

“O [Sporting de] Braga é uma das grandes equipas do nosso campeonato. É das equipas mais organizadas e com um modelo de jogo mais vincado no futebol português. Tem jogadores com muita qualidade. Vamos [a Braga]com o objetivo claro de vencer. Temos de estar na plenitude das capacidades para trazer pontos de Braga, que é o nosso objetivo”, disse, na antevisão ao desafio agendado para as 19:45.

O timoneiro ‘gilista’ reconheceu que os seus pupilos podem “tirar algum dividendo” da “densidade de jogos” que os bracarenses têm enfrentado, ao jogarem a final da Taça da Liga no sábado, frente ao Sporting (derrota por 1-0), mas lembrou que o conjunto ‘arsenalista’ tem um “plantel extenso e de qualidade”, estando “habituado” a jogar de três em três dias, fruto da presença na Liga Europa.

“Uma coisa é o Gil Vicente ter um jogo de intensidade alta, com 120 minutos [frente ao Académico de Viseu, para a Taça de Portugal] e, nem 72 horas depois, jogar com o Marítimo [para a 14.ª jornada], que teve um descanso absoluto para preparar o jogo. Outra coisa é o Braga jogar de três em três dias (…). Mas pode existir aquele cansaço habitual”, disse.

Convicto de que os ‘galos’ têm estado a “bom nível” no aspeto defensivo, Ricardo Soares admitiu que a eficácia ofensiva está longe da desejada – segundo pior ataque da I Liga, com 10 golos marcados -, tendo reconhecido que está aberto a mais reforços no mercado de inverno, após as entradas do guarda-redes Beunardeau e do médio Pedrinho.

“A direção sabe o que é preciso para a ideia do treinador e tem feito um esforço. Ficarei feliz se vierem jogadores de acordo com o meu pensamento. Se não vierem, cá estamos para trabalhar os jogadores e fazê-los transcenderem-se. A equipa do Gil já é boa e dá garantias para lutar pelo objetivo definido, a manutenção”, referiu.

Com Pedrinho ainda indisponível para Braga, Ricardo Soares salientou que o reforço contratado ao Riga FC, da Letónia, e oficializado no sábado vai “acrescentar competitividade à equipa”, por reforçar uma posição necessária, a de médio ofensivo, para um campeonato que, doravante, vai ter “muitos jogos de quatro em quatro dias”.

Apesar de focado no duelo minhoto de terça-feira, o técnico reconheceu já ter pensado no ciclo de jogos que se segue, que inclui as receções ao FC Porto, para os quartos de final da Taça de Portugal, na sexta-feira, e ao Paços de Ferreira, na terça-feira, que torna ainda mais necessário o equilíbrio do plantel.

“É importante que todos os jogadores estejam preparados para jogarem, e não só 11, 12 ou 13. É humanamente possível fazermos tantos jogos em tão pouco tempo na situação anormal que vivemos. Uns jogadores já tiveram [a infeção responsável] pela covid-19 e outros podem ter”, avisou.

O Gil Vicente, 15.º classificado da I Liga portuguesa, com 13 pontos, defronta o Sporting de Braga, quinto, com 27, em partida da 15.ª jornada, agendada para as 19:45 de terça-feira, no Estádio Municipal de Braga, com arbitragem de Manuel Oliveira, da Associação de Futebol do Porto.

TYME // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS