Treinador do Vitória quer evitar “erros” que causem “desconfiança” ante o Rio Ave

O treinador do Vitória de Guimarães, Moreno, admitiu hoje que os seus jogadores devem evitar os “erros” e a consequente “desconfiança” para vencerem o Rio Ave, em partida da 15.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, sábado.

Treinador do Vitória quer evitar

Treinador do Vitória quer evitar “erros” que causem “desconfiança” ante o Rio Ave

O treinador do Vitória de Guimarães, Moreno, admitiu hoje que os seus jogadores devem evitar os “erros” e a consequente “desconfiança” para vencerem o Rio Ave, em partida da 15.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, sábado.

Convencido de que a equipa vitoriana “esteve bem” na primeira parte do encontro com o Vizela, para a 14.ª ronda, o técnico admitiu que a derrota por 3-0 adveio de “erros que não se podem cometer” no escalão principal, mas lembrou que os seus pupilos não “podem estar condicionados” pelo que aconteceu na partida anterior.

“Temos de transportar as coisas boas de Vizela para o jogo de sábado. Não podemos cometer erros que nos criem desconforto. Não podemos dar as coisas tão facilmente ao adversário. Houve erros que criaram confiança no adversário e desconfiança em nós. Temos de melhorar a nossa eficácia ofensiva e não podemos cometer erros infantis”, disse, na antecâmara do embate marcado para as 18:00, em Guimarães.

Moreno acrescentou que a prioridade do Vitória, sexto classificado da tabela, é a de “fazer um bom jogo” e vencer o Rio Ave, apesar de reconhecer que o conjunto vila-condense, oitavo, é “muito bem orientado” pelo treinador Luís Freire, é “competente” e apresenta “um jogo posicional muito interessante”, numa “estrutura algo parecida” à da sua equipa, o que pode levar a “encaixes” táticos.

“O Rio Ave tem jogadores com experiência de I Liga e jovens a aparecer, mas queremos focar-nos mais em nós do que no adversário. Todas as equipas da I Liga são sinónimo de problemas, mas nós também lhes podemos criar problemas”, completou.

O ‘timoneiro’ vitoriano reiterou ainda que os seus atletas deram “sempre a volta a momentos difíceis”, com “grande caráter”, e recusou associar o mercado de transferências em curso aos erros individuais cometidos em Vizela, nomeadamente a grande penalidade cometida por Ibrahima Bamba, defesa de 20 anos que tem sido alvo de rumores de saídas para clubes estrangeiros.

“Aqui não há erros individuais. Há sempre erros coletivos. Partilhamos todas as vitórias e derrotas. Não quero relacionar o erro do Ibra [Bamba] com o mês em que estamos. Está a fazer uma excelente época, tem um potencial tremendo. Vai errar mais vezes, mas não desconfiamos do valor do atleta”, frisou.

Depois de uma semana em que se preocupou em evitar passar “desconfiança e intranquilidade” ao grupo de trabalho, Moreno vai contar de novo com o extremo Jota Silva, que cumpriu um jogo de suspensão na ronda anterior, e dispõe do médio André André, substituído ao intervalo do duelo com os vizelenses.

“Foi opção inicial [em Vizela]. Tínhamos algumas dúvidas em função de ter estado um mês parado [por lesão]. Como fantástico profissional, o André André estava apto para jogo, mas, ao intervalo, estava esgotado. Tem mais uma semana de treino e está apto para o jogo de amanhã [sábado]”, adiantou.

O Vitória de Guimarães, sexto classificado, com 23 pontos, recebe o Rio Ave, oitavo, com 19, em jogo agendado para as 18:00 de sábado, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, com arbitragem de André Narciso, da associação de Setúbal.

 

TYME // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS