Treinador do Vitória de Guimarães quer “mudar de rumo” e vencer em Famalicão

O treinador Ivo Vieira afirmou hoje que o Vitória de Guimarães precisa de ultrapassar as recentes derrotas e vencer no terreno do Famalicão, no sábado, em partida da 20.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Treinador do Vitória de Guimarães quer

Treinador do Vitória de Guimarães quer “mudar de rumo” e vencer em Famalicão

O treinador Ivo Vieira afirmou hoje que o Vitória de Guimarães precisa de ultrapassar as recentes derrotas e vencer no terreno do Famalicão, no sábado, em partida da 20.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Candidatos assumidos aos cinco primeiros lugares do campeonato, os vimaranenses ocupam o sétimo lugar, com 25 pontos, após as derrotas nas jornadas anteriores, frente a Rio Ave (2-1) e Boavista (2-0), e estão prestes a defrontar o quinto classificado (32 pontos), num duelo que pode “fazer diferença” para o resto da prova e que, segundo Ivo Vieira, exige um Vitória com “cara diferente”.

“Temos estado aquém na soma de pontos para subirmos na tabela. Perante uma equipa forte e motivada, temos de ser muito competitivos e estrategicamente inteligentes na abordagem ao jogo. É preciso mudar o rumo em termos de resultados. A equipa, fora, tem feito pela vida, mas não tem conseguido o essencial, os resultados”, disse, na antevisão à partida, agendada para as 15:30.

O treinador, de 44 anos, admitiu existir uma “tristeza natural” no seio do grupo de trabalho, face aos últimos resultados – um triunfo nas derradeiras seis partidas do campeonato -, mas lembrou que os seus jogadores “podem fazer melhor” e querem apresentar-se “competitivos” em mais um jogo fora de portas, condição na qual somaram oito pontos, em 27 possíveis.

Ivo Vieira reconheceu, porém, que o Famalicão é “uma das equipas mais fortes” do campeonato, com uma prestação a “roçar o brilhante” e “atletas de grande valia” que exibem “boa organização nos processos”, graças ao “trabalho fantástico” do seu treinador, João Pedro Sousa.

O ‘timoneiro’ vimaranense admitiu, por isso, que espera “um bom espetáculo”, entre duas equipas que jogam com sentido de baliza, complementado por um estádio bem composto – o Estádio Municipal de Famalicão tem capacidade para acolher 5.500 pessoas e tem uma média de espetadores de 4.305.

O duelo minhoto vai realizar-se entre as duas mãos da meia-final da Taça de Portugal, que opõe Famalicão e Benfica – os ‘encarnados’ venceram o primeiro jogo, por 3-2, e o segundo disputa-se na terça-feira -, mas o técnico rejeitou que a sua equipa possa retirar proveito disso.

“Não podemos pensar que podemos tirar partido de uma situação dessas. Quando jogámos à quarta e ao fim de semana, eu defendia que ganhar e ter bons desempenhos não cansa. Vamos ter uma equipa competitiva do outro lado, com soluções em termos de gestão [do plantel]”, considerou.

Ivo Vieira recusou ainda esclarecer se vai fazer alterações ao ‘onze’ que apresentou frente ao Boavista, na ronda anterior, tendo dito que o Vitória competiu, em vários momentos da época, sem “onze base”, até porque dispõe de um plantel com muitos jogadores capazes de terem “oportunidade” e de serem “rentabilizados”.

O Vitória de Guimarães, sétimo classificado da I Liga, com 25 pontos, defronta o Famalicão, quinto, com 32, em partida da 20.ª jornada, agendada para as 15:30 de sábado, no Estádio Municipal de Famalicão.

TYME // RPC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS