Treinador do Vitória de Guimarães quer vencer Farense com a “baliza a zeros”

O treinador João Henriques afirmou hoje que o Vitória de Guimarães quer voltar aos triunfos diante do Farense, de preferência sem golos sofridos, em jogo da 14ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, no sábado.

Treinador do Vitória de Guimarães quer vencer Farense com a

Treinador do Vitória de Guimarães quer vencer Farense com a “baliza a zeros”

O treinador João Henriques afirmou hoje que o Vitória de Guimarães quer voltar aos triunfos diante do Farense, de preferência sem golos sofridos, em jogo da 14ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, no sábado.

O técnico enalteceu o crescimento da equipa no capítulo ofensivo, ao marcar oito golos nas três partidas anteriores, frente a Santa Clara (triunfo por 4-0), FC Porto (derrota por 3-2) e Moreirense (2-2), mas reconheceu que é preciso exibir mais segurança defensiva, após erros “fatais” nesses desafios.

“Temos o foco de continuar a jogar bem, de criar situações para finalizar e de voltar a ter a nossa baliza a ‘zeros’. Estamos com um saldo tremendo nos últimos três jogos quanto aos golos marcados, mas não podemos sofrer os golos que sofremos. Poderíamos ter outra pontuação nesta altura. Queremos voltar a não sofrer e continuar a finalizar”, disse, na antevisão ao jogo, realizada por videoconferência.

Desde que chegou a Guimarães para substituir o treinador Tiago Mendes, em outubro, João Henriques recordou que o Vitória passou por várias fases exibicionais nas nove partidas disputadas para a I Liga, que elevaram a equipa para o sexto lugar, com 20 pontos.

“Já fizemos coisas menos boas e coisas muito boas. Após a falta de controlo dos primeiros jogos, passámos para uma situação de não sofrer golos e de pouca criação de situações de finalização. Agora, a equipa está mais segura com bola e a finalizar, mas isso é bom quando é acompanhado pela tabela classificativa. Queremos acompanhar o ‘grupo da frente'”, disse.

O técnico, de 48 anos, antecipou, porém, que o Farense vai “criar muitas dificuldades”, por ser uma equipa “competente e organizada”, que tem “apresentado um bom desempenho na maioria dos jogos e que está com o “moral em alta”, após o triunfo sobre o Gil Vicente (3-1), que ditou a subida da 18.ª e última posição para a 13.ª, com 12 pontos.

O embate de sábado também será uma oportunidade para os vitorianos melhorarem o registo caseiro na prova – dois triunfos e quatro derrotas -, apesar de João Henriques ter dito que, neste momento, os “jogos fora e em casa” são “iguais”, face à ausência de público, e que três dos desaires ocorreram contra adversários no “grupo da frente” – Sporting, primeiro classificado (4-0), FC Porto, segundo (3-2), e Sporting de Braga, quarto (1-0).

“Os jogos que perdemos em casa foram com equipas à nossa frente. Este é o primeiro jogo de 2021 em casa. É importante dizer que os pontos têm de ficar cá. Este pode ser um ponto de viragem para os jogos em casa. Estamos a entrar numa fase em que, até final de janeiro, queremos fazer pontos”, disse.

O técnico disse ainda que o único indisponível entre os seis jogadores contagiados pelo novo coronavírus em janeiro é o médio Joseph, que já estava lesionado, e realçou que o ‘mercado de inverno’, no qual o Vitória já contratou Rúben Lameiras ao Famalicão, só deve servir para “acrescentar qualidade e não número” ao plantel.

O Vitória de Guimarães, sexto classificado da I Liga, com 20 pontos, recebe no sábado o Farense, 13.º, com 12, em partida da 14.ª jornada, agendada para as 18:00, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

TYME // RPC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS