Treinador do Vitória de Guimarães crê ser “importantíssimo” vencer Moreirense

O treinador Ivo Vieira afirmou hoje que é “importantíssimo” o Vitória de Guimarães vencer o Moreirense na sexta-feira, para a 27.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, para continuar a lutar pelo apuramento para a Liga Europa.

Treinador do Vitória de Guimarães crê ser

Treinador do Vitória de Guimarães crê ser “importantíssimo” vencer Moreirense

O treinador Ivo Vieira afirmou hoje que é “importantíssimo” o Vitória de Guimarães vencer o Moreirense na sexta-feira, para a 27.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, para continuar a lutar pelo apuramento para a Liga Europa.

A oito jornadas do fim do campeonato, a turma vitoriana é sétima classificada, com 39 pontos, a quatro do Famalicão, equipa que ocupa a quinta posição, a última que dá acesso às competições da UEFA em 2020/21, e o técnico lembrou que esse objetivo é uma “responsabilidade” a que não vai “fugir”, tendo realçado a necessidade de se somarem três pontos no dérbi do concelho de Guimarães, com o Moreirense, nono, com 33 pontos.

“Para conseguirmos o nosso objetivo, é importantíssimo somarmos três pontos. No jogo anterior [com o Belenenses SAD, 1-1], não conseguimos. Vamos tentar encurtar a distância de quatro pontos, na eventualidade de os nossos adversários diretos [Famalicão e Rio Ave, sexto classificado] perderem pontos. Mas, primeiro, temos de somar os nossos pontos. Se não for assim, não vale a pena olhar para os outros”, disse, numa videoconferência de antevisão ao desafio.

Ivo Vieira avisou, contudo, que o Moreirense, equipa que treinou na época 2018/19 e conduziu à melhor classificação da sua história – sexto lugar -, vai “oferecer dificuldades”, por ser “muito competitivo”, com “muitos jogadores de qualidade”, e vai obrigar o Vitória minhoto a apresentar “melhorias” físicas, técnicas e táticas face às primeiras duas partidas disputadas sem público nas bancadas, após a interrupção forçada pela covid-19.

“A tendência, em termos físicos, à medida que os jogos vão decorrendo, é os jogadores estarem capacitados para desenvolverem melhorias, física, técnica e taticamente. Com o Moreirense, temos de ser organizados e mais competitivos, ou mínimo tão competitivos quanto o Moreirense. É essa a receita”, perspetivou.

O ‘timoneiro’ dos vitorianos frisou ainda que os seus jogadores têm de ser “audazes na procura da baliza do adversário”, exibindo-se a um nível mais próximo da primeira parte de “qualidade” no embate com o Belenenses SAD, do que com a segunda, onde não se registou “a mesma qualidade e o mesmo caudal ofensivo”.

Sem revelar qual o ‘onze’ que vai apresentar na sexta-feira, Ivo Vieira frisou que o defesa central Pedro Henrique é a única ‘baixa’ do plantel, por lesão, e mostrou-se satisfeito por contar de novo com o médio André André, ausente nos dois jogos anteriores devido a uma mialgia.

“O André André é um jogador experimentado, maduro. Traz uma tomada de decisão mais assertiva. Para um treinador, é bom ter mais opções. Ressentiu-se de uma pequena mialgia. Há que ser assertivo nas decisões neste momento, para não corrermos os riscos de sermos ‘mais papistas do que o papa’ e ficarmos sem os jogadores durante quatro ou cinco jogos, que é quase o resto da época”, afirmou.

O Vitória de Guimarães, sétimo classificado da I Liga, com 39 pontos, recebe o Moreirense, nono, com 33, às 19:00 de sexta-feira, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, num jogo da 27.ª jornada com arbitragem de João Pinheiro, da Associação de Futebol de Braga.

TYME // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS